05/10/2014

8.844.(5ou2014.12.12') Neste dia...5outubro...Vou rELEVAR: 203.avÔ, José Gil, Amélia Pais, Beatles, Dia Mundial do Professor, Dia da República com democracia a sério, Steve Jobs,Bob Geldof...e Joaquim Pessoa

***
2016
203.avÔ
urge nAVEgar
ao RItmo
de 2 inFINITOS
naquele sunset
                     na légua
havia 2 sóis a
                        despedirem-se do dia
havia 2 barcos
                       na faina da pesca
havia 2 SERES
                         que se gostam
a ver a MARavILHA
*

a dança triangular:
 sempre a começar de novo...
imaginar, criar, construir, alimentar e dar força...
mas, sei que vai acabar...
***
2016
A.M. Catarino
faz 1 worshop de fotografia
com a Terra Mágica
Benedita

https://www.facebook.com/amcatarino73/photos/a.371027306279180.75310.370893539625890/1077802868934950/?type=3&theater
*
e às 21h
estreia de nova obra:
https://www.facebook.com/amcatarino73/photos/gm.1302703986406580/1088211167894120/?type=3&theater
***
2015...face traz-me memórias deste dia:
 Como sempre: A LUTA CONTINUA com td a genica!!!...A grande novidade da noite: PSD.CDS perderam a maioria absoluta e perderam 12% (+ de 700 mil eleitores)...A CDU cresceu poucochinho por causa do voto útil no PS...O BE voltou a encher com as bonitas das águas Catarina MARtins e a mortÁGUA...PSCosta que considerou 1 vitória de pirro a do PS nas europeias, não se demite com esta derrota...PAF teve tantos eleitores descontentes...PAN elege 1...Marinho, Livre, agir e...zero...Ainda aumentou a abstenção...Ainda houve tanto voto branco e nulo...Quantos deputados tem e quantos teria o CDS se concorresse separado do PSD?
 http://www.pcp.pt/sobre-resultados-eleitorais-de-2015
*
 e aqui temos: o PSD.CDS a aumentar a carga horária e a tirar feriados; quase 3 MILHÕES (os que votaram e os que não foram votar, ou votaram nulo e branco) de portugueses contentes, com certeza, DESCONTENTES COM: apoio à banca e agiotas, aumento da dívida, pobreza, desigualdade, desemprego, precariedade, cortes de salários, 5oo mil a emigrar (MUITOS JOVENS, quadros técnicos...)
 http://sicnoticias.sapo.pt/economia/2015-10-01-Suecia-implementa-seis-horas-diarias-de-trabalho-sem-reducao-de-salarios
*
 vivaaaaaaaaaaaa Portugal...no ping pong...bronze para Tiago Apolónia e Fu ...Grande equipa Tiago Apolónia, Marcos Freitas e João Monteiro ...
 https://www.facebook.com/Federacao.Portuguesa.Tenis.Mesa/photos/a.169509306413901.35571.167170193314479/1033896333308523/?type=3&theater
*
s.MARtinho do Porto by João Moura

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=899343190141464&set=gm.10153749732873969&type=3&theater
***
2014...face traz-me memórias
deste dia:
 a caminho...convívio e luta...
 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/09/871717set20141725-5out2014-13h.html
*
 hj +1 1º lugar europeu...bravíssima TERESA ALMEIDA...ouro no bodyboard...do Vimeiro, d'ALCOBAÇA que vos abRRaça...
 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/05/813727maio20141331-teresa-almeida-do.html
*

nazarÉ by Alda Vaz
***
2013...face traz-me memórias
 ontem Jerónimo de Sousa na assembleia da REPÚBLICA...+ e + austeridade!!!cortes e congelamentos...anunciam...nem uma fibra de patriotismo de dignidade nacional...só defendem estabilidade do sector financeiro...tudo para a banca...Portas é um verdadeiro artista nos números do desemprego...130% da dívida...os banqueiros foram os únicos que disseram que vai bem...entre banco e um desempregado este governo faz uma opção...este governo está condenado fez a opção de governar contra a maioria...
***
2015
rescaldo de eleições
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/07/98942jul201588-cdu-legislativas-leiria.html
***
2014
Jerónimo e Sousa na MGrande
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/09/871717set20141725-5out2014-13h.html
***
Dia Mundial do Professor
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/09/867710set2014217-novo-ano-escolar.html
*

hj é dia da República e do Professor...e 1a pitadinha de Paulo Freire: "Ensinar exige compreender que a educação é uma forma de intervenção no mundo."
 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=622292441124941&set=a.189320301088826.38544.100000325716048&type=3&theater
***
2011...face traz-me memórias
deste dia:

a dança triangular: sempre a começar de novo...imaginar, criar, construir, alimentar e dar força...mas, sei que vai acabar...
Cristina Franco
"Fazer da interrupção um caminho novo. Fazer da queda um passo de dança, do medo uma escada, do sono uma ponte, da procura um encontro."
(Fernando Sabino)
 *
hj x AQUI: U2
*
 (...)É, pois, por isso, fundamental afirmar, na oportunidade da comemoração do Dia Mundial do Professor, que este é um tempo de combate. Um tempo de determinação e persistência. Um tempo de resistência e construção. TEMPO DE DEFENDER A PROFISSÃO E, POR ESSA VIA, O SERVIÇO DE EDUCAÇÃO E DE ENSINO.
Os Professores têm um compromisso e uma obrigação particular em relação à construção desse futuro. E vão honrá-lo todos os dias nos seus locais de trabalho, mas também com a sua ação e luta!
(O Secretariado Nacional da FENPROF)
***
2010...face trouxe-me estas memórias:
Irina Raimundo para Rogério Manuel Madeira Raimundo
oi meu querido papá
*
 Hoje às 20h30' na sic notícias passa a curta-metragem "O Tenente" que ganhou o prémio da curta. final de curso da alcobacense Anabela Vieira em que ela foi a fotógrafa de cena. A não perder. Um bom feriado para tds...
*
 espalhar a notícia...
boa noite para tds e aquel'abRRaço
 https://www.youtube.com/watch?v=jh1aK3qwmuc
***
2011
morreu
Steve Jobs
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/10/88455out20141722-steve-jobs.html
***
1962
Beatles lançam LOVE ME DO
https://www.youtube.com/watch?v=Jbt8oH5Lxto
***
???
José Gil
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/09/867210set20141455-marionetas-na-cidade.html
***
1951
Bob Geldof
https://www.youtube.com/watch?v=NoweGN8cm5g&list=PLED793B62747B9343
***
***
1943
Amélia Pais
http://barcosflores.blogspot.pt/
***
1916
estação de São Bento....Porto
http://www.porto24.pt/memoria/100anosestacaosaobento/
***
1910
 Dia da República com democracia a sério
1143 - Tratado de Zamora
1 vivaaaaaa à Confederação das Colectividades
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2013/10/70655out20132344-hj-e-dia-da-republica.html
***
***
e as  pitadinhas matinais de Joaquim Pessoa:
postei em 2013:
 
 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=646995365321947&set=gm.602660063109441&type=3&theater
 Dia 183. (excerto)

Faço barcos para o nevoeiro do mar. Porque com as palavras posso fazer tudo. As palavras tornam tudo real, mesmo o que não existe, o que nunca existiu, o que não existirá. Porque nomeando o que não existiu, o que não existe, o que não existirá, passará a ter existido, ou existir nessas palavras. Afinal, tudo são palavras.
A realidade é um conjunto imenso de palavras. "Cadeira" é um objecto e uma palavra. Ambas reais, cada uma tão real como a outra.
E se uma não existir, a outra não tem razão de ser. Se não puder nomear uma coisa, que existência terá ela?
O mesmo se passa com as palavras "livro", "boca", "filho", "espaço".
E o mesmo se passa comigo. Eu também sou uma palavra. Um nome.
Pelo qual respondo e no qual me reconheço. Que não me substitui mas que me representa.
Também um escritor é as suas palavras. Ele nomeia-as, elas são os seus pensamentos e os seus sinais. A sua marca. A sua definição.
in ANO COMUM.

*
EDUARDO
*
Entre uma mentira e uma estrela
teu coração amadurece como um fruto.
Numa aldeia de versos, num pequeno livro,
teu nome lá está como se fosse a outra face.
Dez mil anos de vida fizeram esse ninho
onde as bibliotecas roubam sua luz. Um rapaz
vivíssimo esgueira-se sorrindo até à tua porta
e na soleira deixa um ramo de palavras.
É o vento da tua juventude. Essa brisa alegre e tempestiva
que humedece a alma das laranjas
e tu procuras identificar em cada amigo.
Não posso pronunciar o teu nome sem
lembrar as tuas mãos,
esses dois bocados de conversa
que o fim da tarde nunca arrefeceu.
Este poema foi escrito com sílabas de pão,
nele não há mares, pólen, violinos,
nem o redondo caminhar de um relógio infeliz.
É o teu poema.
O poema de quem, pela manhã
acorda os livros com o jeito de acender
o fogo da lareira.
*
De "Nomes", a incluir
na Antologia A CASA DE VERSOS.
**

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=744822268886272&set=gm.813519528690159&type=1&theater
Dia 191

A música, a arte, a poesia, a esperança, a insónia, não podem
existir sem o amor. E sem o amor pelo amor. Como quando
perdemos a nossa mãe e, desesperadamente, por amor, 
procuramos lembrar a claridade de um rosto que aos poucos 
vai perdendo os seus contornos.
O que pode ajudar-nos na busca da maravilhosa transformação 
das ideias, nesse útero divino a que chamamos pensamento, 
é o achamento do Graal, quero eu dizer, a resposta à pergunta: 
o que fazer com o amor?
Em cada caçador existe amor pelo animal caçado. 
Em cada animal sacrificado, mais que resignação, há respeito
pela mão que o executa. Pelo amor à vida, com o amor que a
vida nos reclama. Viver é fazer amor.
Do caminho escolhido, da nossa vontade, dos nossos gestos,
do nosso talento e da nossa capacidade para decidir, serão 
melhores ou piores os nossos filhos. Tal como nós, os que amam
o amor, os que morrem de amor, e também aqueles que nunca
o encontraram e ainda os que, sendo abençoados por ele, nem
por um momento o souberam reconhecer.

in ANO COMUM 2ª ed.
Editora Edições Esgotadas 2013

*`*
POEMA DÉCIMO SEXTO
*
Tudo foge.
A perversidade e as sombras,
sem que eu tema mal algum. Farei
o meu trabalho, em busca de um país de palavras.
Colinas de palavras. Rios de palavras. Horizontes
de palavras. Farei fogueiras. Queimarei versos,
ramos desabitados que não terão por onde
escolher. Na pegada do animal se contará
a minha história. Cairei de cansaço,
não morto. Voltarei.
Serei a visita.

Todas as conversas serão privadas.
Escrita e castigo, digo-to na cara. As condições
vão além da mentira, o ter de ouvir sem deixar
que as palavras intervenham. Que fazer?
Não posso avançar em simultâneo
para dois sítios. Espanta-me que não saiba
o caminho a seguir. Isto enerva
os próprios versos.
Tomo uma bebida destilada
do caule das palavras, e abato o meu nome
à lista dos que não atingirão nunca o objectivo.
Meu Deus!, que grande bebedeira de versos
me está esperando
entre os braços de uma boa alma
e de um corpo ainda mais perfeito. Mesmo
o que está perto ficará mais longe,
afastado do simples, e das simples
intenções. Isso vejo eu
antes do tempo, enquanto caminho
e deixo marcas visíveis
para o regresso.
*
in GUARDAR O FOGO
Editora Edições Esgotadas. 2013.