25/03/2015

9.783.(25mar2015.8.22') Fundação Inês de Castro

Temos de perguntar em reunião de câmara
o que têm feito nesta FUNDAÇÃO INÊS DE CASTRO
Via
http://www.jn.pt/PaginaInicial/Cultura/Interior.aspx?content_id=4474645&page=-1
25.3.2015

Poetas Luís Quintais e Nuno Júdice distinguidos pela Fundação Inês de Castro


O escritor e antropólogo Luís Quintais venceu o Prémio Literário Fundação Inês de Castro 2014 com o livro de poesia "O Vidro" e receberá a distinção no dia 28, na Quinta das Lágrimas, em Coimbra, anunciou a organização.
O poeta Nuno Júdice receberá o prémio de carreira da fundação, intitulado "Tributo de Consagração Fundação Inês de Castro 2014".
Esta é a oitava edição do prémio literário criado com a intenção de distinguir anualmente obras literárias sobre motivos do "mito inesiano". O júri integrou José Carlos Seabra Pereira, Mário Cláudio, Fernando Guimarães, António Carlos Cortez e Pedro Mexia.
"O vidro", que reúne obra poética recente de Luís Quintais, foi editado em 2014 pela Assírio & Alvim e esteve entre os finalistas do prémio literário do encontro Correntes d'Escritas.
Luís Quintais, nascido em Angola em 1968, vive em Coimbra, onde dá aulas na Universidade de Coimbra.
"Gosto da designação de 'pensador lírico', que traduz uma reflexão de Hannah Arendt sobre Walter Benjamin ('he thought poetically, but he was neither a poet nor a philosopher') e gostaria muito de ser digno dessa expressão, que me parece consonante com a minha sensibilidade", lê-se na autobiografia do autor, na página oficial na Internet.
Escreve poesia há mais de vinte anos, tendo publicado cerca de uma dezena de obras, como "Depois da música" (2013), "Riscava a palavra dor no quadro negro", "Mais espesso que a água", "Duelo" e "Lamento".
Há dez anos, em 2005, foi distinguido com os Prémios Pen Clube de Poesia e Luís Miguel Nava.
Em edições anteriores, o prémio literário Fundação Inês de Castro distinguiu Pedro Tamen, Teolinda Gersão, José Tolentino de Mendonça, Hélia Correia, Gonçalo M. Tavares, Maria do Rosário Pedreira e Mário de Carvalho.
A distinção de Tributo já foi entregue a Urbano Tavares Rodrigues, António Osório de Castro, Manuel Alegre, Gastão Cruz, Vasco Graça Moura e Fernando Echevarría.