08/10/2014

8.855.(8out2014.7.7') Neste dia...8outubro...vou rELEVAR: 206.avÔ, José Saramago, Che Guevara,Bruno Mars, Amélia Vieira e a pitadinha matinal com a poesia de Joaquim Pessoa

2016
206.avÔ
estava aliiiiiiiiiiiii
         naquELE hoRIzonte
                         luxuRIAnte
estava preMENTE de liberdade
              e de supeTÃO
                    apeTECEU-me
                           DORmitar
                             no teu REGAço
***
2015...face traz-me memórias
deste dia:

Fascinante
A realidade está cada x+ invisível
e o invisível está cada x+ sólido!
ATÉ OS NEUTRINOS, afinal, TÊM MASSA..."Cada um de nós emite cerca de 20 milhões de neutrinos por hora e somos atingidos por trilhões deles a cada segundo. Neutrinos atravessam paredes, a Terra e podem até mesmo atravessar anos-luz de chumbo sem interagir com qualquer um dos seus constituintes. Juntamente com os fótons, as partículas de luz, são as partículas elementares mais abundantes do Universo: para cada próton, há cerca de 10 bilhões de neutrinos! Não bastassem estas características tão inusitadas, o recente resultado do Experimento OPERA sugere que os neutrinos atingem velocidades superiores à da luz, contrariando um dos pilares basilares da Relatividade de Einstein. Será isso mesmo?? O que são os neutrinos e quais os desafios que nos impõem estas partículas misteriosas?...
Palestrante: Marcelo Guzzo
Data: Qua, 28/03/2012
Tipo: Convite à Física
 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/10/90928outubro20151333-os-neutrinos-tem.html
*
 hj é dia d' avanteeeeeeeeeeeee...Há quem goze...Mas há quem perceba o que custou +1 deputado, +uns votitos e +1 niquinho de %...O que muitos gostariam é que os da CDU se perdessem no voto útil no PS (não foram poucos) ou no ficar em casa, no nulo ou no voto branco...

 https://www.facebook.com/festadoavante/photos/a.354400581250054.84306.328015483888564/1008674519155987/?type=3&theater
*

+1 em que o governo PSD.CDS e a câmara de Alcobaça erraram...35 horas...banco de horas...COMUNICADO DA CDU
Contra a perda de postos de trabalho. 35 horas sem banco de horas. Contra a adaptabilidade.

Não podemos ignorar que foi com a legislação do governo PS, que o governo PSD.CDS agravou, que a Câmara perdeu 57 trabalhadores desde 2009! Menos 57 famílias que deixaram de ter receita via o seu trabalho útil e necessário no município.
Os Serviços Municipalizados perderam 22 trabalhadores! Menos 79 (com as 57 da câmara) famílias que deixaram de ter receita. Os outsourcing’s cresceram e não são solução para a CDU.

No horário de trabalho o PSD.CDS foi mais longe e prejudicou as famílias e os trabalhadores com a imposição das 40h na Função Pública.
A Câmara de Alcobaça, o governo e os sindicatos da UGT assinaram um acordo implementando as 35h com a “adaptabilidade” e com o Banco de horas que faz perder todo o direito das horas extraordinárias.
O Município de Alcobaça aceitou, assim, perder a sua autonomia, consagrada na Constituição e entregou direitos dos trabalhadores.

Presidente da Câmara informou, em reunião de câmara de 25 de maio 2015, que não havia descontentamento dos trabalhadores. Não foi o que se viu no dia 12 de Junho de 2015! Qual é o trabalhador que pode aceitar que passe a ter 11h diárias de trabalho ou 45h semanais, as quais possam ser compensadas, apenas, quando ao Vereador, ou ao Presidente interessasse?
Enquanto assinava a traição, o STAL e trabalhadores do município, protestavam em frente ao edifício da Câmara.

A CDU vai recolocar o assunto em Câmara e vai estar contra na Assembleia Municipal e tudo fará para que seja revogado este texto que inclui a adaptabilidade e o banco de horas. Nós sabemos da deliberação do último Congresso da ANMP. Nós sabemos que é ilegal a assinatura do Secretário de Estado da Administração Pública, por violar a autonomia do Poder Local e o direito constitucional à livre negociação entre entidade empregadora e entidade representativa dos trabalhadores. Sabemos que o Conselho Consultivo da Procuradoria Geral da República, em resposta a consulta do Governo, deixou claro que “está vedada aos membros do Governo a faculdade de dar ordens ou emitir directivas à entidade autárquica” na celebração de acordos de trabalho.

No local e no nacional a CDU tem soluções, somos alternativa!!!

COORDENADORA CONCELHIA DA CDU
ALCOBAÇA, 15 de junho de 2015

*
 O CANDIDATO presidencial do PCP...EDGAR SILVA...deputado regional na Assembleia da Madeira...ex-padre
*
PS começou a dialogar com o PCP
 https://www.facebook.com/rogerio.raimundo/posts/10206834693897349
*
 a nobel de literaTUra 2015: Svetlana Aleksievitch: "Escrevo, procuro nos grãozinhos, nas migalhas da história do socialismo "doméstico"... "interior". A maneira como ele vivia na alma humana. Atrai-me sempre esse pequeno espaço - a pessoa... Uma pessoa. Na verdade, é aí que tudo acontece"
 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/10/8outu20151244-svetlana-aleksievitch.html
*
 o Estado (PS.PSD.CDS) tem esquecido ALCOBAÇA que vos abRRaça...2 claustros ao abandono...toda a zona sul junto ao celeiro...toda esta zona do pomar...o jardim do obelisco...os fontanários...o terreno da ex-serração...é muito metro cúbico e quadrado sem vida no centro histórico, da cidade, do município...
*
 o Estado (PS.PSD.CDS) tem esquecido ALCOBAÇA que vos abRRaça...2 claustros ao abandono...toda a zona sul junto ao celeiro...toda esta zona do pomar...o jardim do obelisco...os fontanários...o terreno da ex-serração...é muito metro cúbico e quadrado sem vida no centro histórico, da cidade, do município...

 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10206002213467934&set=gm.888947797850353&type=3&theater
*
 ai a crise dos refugiados...a câmara d' Alcobaça aguarda quando devia tomar a iniciativa...entretanto a sociedade civil alcobacense já agiu...CDU não esquece o falhanço do PSD local no apoio a famílias alcobacenses bem necessitadas de habitação...
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/07/849325jul20143223-refugiados.html
*

7ouTUbro2015...caminhei SÓ no passadiço...a ver este extraordináRIO sunset...s.MARtinho do porto d'ALCOBAÇA que vos abRRaça
João Moura para Amigos de S. Martinho do Porto*
7ouTUbro2015.nazarÉ...que bELO entardeCER...
by Alda Vaz


***
2011...face traz-me memórias
deste dia:
 estão em LosAngeles agora em palco,,,os nossos embaixadores de PortugALCOBAÇA que vos abRRaça
 imagino-me em Los Angeles...ECOA...os nossos embaixadores d' alcobaça que vos abRRaça
THE GIFT
*
 4 poemas do poeta nobel 2011
 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2011/10/50428out201111h11-premio-nobel.html
*
 e a 1 série de outros roubos: salário, luz, transportes, IVA...

 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1906675761697&set=a.1150059006751.19580.1685889837&type=3&theater
*
fiz partilha de Neruda via Gisela Mendonça

 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2290943286605&set=a.1181415429102.28176.1639690204&type=3&theater
Dois...
Apenas dois.
Dois seres...
Dois objetos patéticos.
Cursos paralelos
Frente a frente...
...Sempre...
...A se olharem...
Pensar talvez:
“Paralelos que se encontram no infinito...”
No entanto sós por enquanto.
Eternamente dois apenas.

-Pablo Neruda-
***
2010...o face traz-me memórias deste dia:
 Grande camarada Presidente da Câmara de Peniche, (Câmara CDU) tb amigo do face, a desenvolver as marcas de Peniche!!!Neste caso capital da onda...sardinha...artesão José Gordo...

 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=166535270029209&set=a.101487399867330.5747.100000182105687&type=3&theater
***
1960...é de dar os paraBÉNS à poeta
Amélia Vieira (estudou em Alcobaça e viveu na Cela)
(...) "Possível não seres ninguém e nunca mais aqui estares
Secreta é a forma que tenho de te orientar e tu em mim me inventares.
Corvo, ave de um só fôlego
Umbrais de casas de gelo
Estás parado e dás sinais como se dissesses, já chego!
Curvo nas patas traseiras, só tens asas
Não andas nestas umbreiras......
Há aquele pé de cereja, ou de laranja lima
Que trepa da macieira de um chão de curva infinda
O tempo não te atempou na suave maravilha, de saberes que o que ficou
Libertar-se-á
Um dia." (...)
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/10/88578out2014737-amelia-vieira.html
***
1967
Che Guevara foi capturado na Bolívia
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/05/803315maio2014757-che-guevara.html
*
https://www.youtube.com/watch?v=SSRVtlTwFs8
***
1985
Bruno Mars
https://www.youtube.com/watch?v=LjhCEhWiKXk&list=RDLjhCEhWiKXk#t=0
***
1998
nobel de José Saramago
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2012/11/609016nov201288-hoje-e-dia-de-jose.html
***
e a pitadinha matinal com a poesia de Joaquim Pessoa:
2013

  https://www.facebook.com/photo.php?fbid=154126178131565&set=gm.603922812983166&type=3&theater
DIA 64

Silêncio abandonado, doendo em redor. O silêncio das pedras, dos muros,
das árvores. O mesmo silêncio deste céu calado, baixo, quase violento de
tanto sossego. Tudo quieto, como entornado. Tudo sem vento, sem passos,
sem pássaros. Tarde parada, o ar cansado, em repouso, o azul não mais
que a sua ausência. Silêncio imóvel de uma fotografia, fixado nas coisas e
tolhendo-as, como se fossem culpadas. Também abandonado, cansado,
quieto neste silêncio, só eu estou a gritar.
Tu é que não me ouves.
  in Ano Comum

Imagem: Kate Winslet

*

https://www.facebook.com/112890882080018/photos/a.114014221967684.7650.112890882080018/743826992319734/?type=1&theater
in ANO COMUM, (2ªed, Edições Esgotadas, 2013)

Dia 52.

Tenho sede quando te beijo. Quando não te beijo tenho sede.

Imagem: 'Soif d'un baiser'; autor desconhecido.
*
(LT

**
Dia 350.
Ainda nós. Os que não têm nome, mas
que por momentos dão o nome à paixão, oferecem
o nome à terra, dividem-no com a chuva. E se alimentam
de luz como se ela fosse um fruto. Os que interrogam
a biografia da árvore, a bibliografia das folhas, a
última edição dos pássaros. E os títulos sonolentos do azul.
Ainda nós, os pobres. Os que coram diante de um pão
e sobre ele escrevem os versos da oração do trigo. Simples,
como o primeiro livro que o mar escreveu. Nós, os que
ainda atravessamos carregados de sede o deserto da página
em busca de água para os versos e de pólen para as sílabas,
essas minúsculas abelhas de som que ajudam a florir
as trepadeiras do dia. Ninguém como nós devora
as injustiças. Ainda. E agora.
E ainda agora, ninguém como nós canta o amor.
Ninguém mais persistirá assim a cantar o futuro.
Iluminando a dor, imaginando o que é simples, lendo
de outra maneira a provocação das horas, da liberdade,
e do vocábulo desejo. Certos do amor. Certos da morte.
Talvez amanhã não seja amanhã apenas. Quem sabe?,
uma ilha para onde possamos carregar os nossos bens,
um território misterioso, e no entanto afável, e no entanto
belo. Que se situa para lá do imaginário. Longe de
todos os beijos, de todas as promessas. E cheio
de uma natureza perturbante. Com palavras
que são dúvidas, paradoxos, absurdos, mas sempre,
sempre, as mais fundas convicções. Nós, os que
de nós esperamos mais. E o que resta: tudo
o que jamais alguém ousou ousar
da voz que canta em cada um
de nós. Ainda.
*
in ANO COMUM, 2.ª Ed.
Editora Edições Esgotadas,
2013.