08/10/2014

8.855.(8out2014.7.7') Neste dia...8outubro...vou rELEVAR: 206.avÔ, José Saramago, Che Guevara,Bruno Mars, Amélia Vieira e a pitadinha matinal com a poesia de Joaquim Pessoa

2016
206.avÔ
estava aliiiiiiiiiiiii
         naquELE hoRIzonte
                         luxuRIAnte
estava preMENTE de liberdade
              e de supeTÃO
                    apeTECEU-me
                           DORmitar
                             no teu REGAço
***
2015...face traz-me memórias
deste dia:

Fascinante
A realidade está cada x+ invisível
e o invisível está cada x+ sólido!
ATÉ OS NEUTRINOS, afinal, TÊM MASSA..."Cada um de nós emite cerca de 20 milhões de neutrinos por hora e somos atingidos por trilhões deles a cada segundo. Neutrinos atravessam paredes, a Terra e podem até mesmo atravessar anos-luz de chumbo sem interagir com qualquer um dos seus constituintes. Juntamente com os fótons, as partículas de luz, são as partículas elementares mais abundantes do Universo: para cada próton, há cerca de 10 bilhões de neutrinos! Não bastassem estas características tão inusitadas, o recente resultado do Experimento OPERA sugere que os neutrinos atingem velocidades superiores à da luz, contrariando um dos pilares basilares da Relatividade de Einstein. Será isso mesmo?? O que são os neutrinos e quais os desafios que nos impõem estas partículas misteriosas?...
Palestrante: Marcelo Guzzo
Data: Qua, 28/03/2012
Tipo: Convite à Física
 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/10/90928outubro20151333-os-neutrinos-tem.html
*
 hj é dia d' avanteeeeeeeeeeeee...Há quem goze...Mas há quem perceba o que custou +1 deputado, +uns votitos e +1 niquinho de %...O que muitos gostariam é que os da CDU se perdessem no voto útil no PS (não foram poucos) ou no ficar em casa, no nulo ou no voto branco...
 
 https://www.facebook.com/festadoavante/photos/a.354400581250054.84306.328015483888564/1008674519155987/?type=3&theater
*

+1 em que o governo PSD.CDS e a câmara de Alcobaça erraram...35 horas...banco de horas...COMUNICADO DA CDU
Contra a perda de postos de trabalho. 35 horas sem banco de horas. Contra a adaptabilidade.

Não podemos ignorar que foi com a legislação do governo PS, que o governo PSD.CDS agravou, que a Câmara perdeu 57 trabalhadores desde 2009! Menos 57 famílias que deixaram de ter receita via o seu trabalho útil e necessário no município.
Os Serviços Municipalizados perderam 22 trabalhadores! Menos 79 (com as 57 da câmara) famílias que deixaram de ter receita. Os outsourcing’s cresceram e não são solução para a CDU.

No horário de trabalho o PSD.CDS foi mais longe e prejudicou as famílias e os trabalhadores com a imposição das 40h na Função Pública.
A Câmara de Alcobaça, o governo e os sindicatos da UGT assinaram um acordo implementando as 35h com a “adaptabilidade” e com o Banco de horas que faz perder todo o direito das horas extraordinárias.
O Município de Alcobaça aceitou, assim, perder a sua autonomia, consagrada na Constituição e entregou direitos dos trabalhadores.

Presidente da Câmara informou, em reunião de câmara de 25 de maio 2015, que não havia descontentamento dos trabalhadores. Não foi o que se viu no dia 12 de Junho de 2015! Qual é o trabalhador que pode aceitar que passe a ter 11h diárias de trabalho ou 45h semanais, as quais possam ser compensadas, apenas, quando ao Vereador, ou ao Presidente interessasse?
Enquanto assinava a traição, o STAL e trabalhadores do município, protestavam em frente ao edifício da Câmara.

A CDU vai recolocar o assunto em Câmara e vai estar contra na Assembleia Municipal e tudo fará para que seja revogado este texto que inclui a adaptabilidade e o banco de horas. Nós sabemos da deliberação do último Congresso da ANMP. Nós sabemos que é ilegal a assinatura do Secretário de Estado da Administração Pública, por violar a autonomia do Poder Local e o direito constitucional à livre negociação entre entidade empregadora e entidade representativa dos trabalhadores. Sabemos que o Conselho Consultivo da Procuradoria Geral da República, em resposta a consulta do Governo, deixou claro que “está vedada aos membros do Governo a faculdade de dar ordens ou emitir directivas à entidade autárquica” na celebração de acordos de trabalho.

No local e no nacional a CDU tem soluções, somos alternativa!!!

COORDENADORA CONCELHIA DA CDU
ALCOBAÇA, 15 de junho de 2015

*
 O CANDIDATO presidencial do PCP...EDGAR SILVA...deputado regional na Assembleia da Madeira...ex-padre
*
PS começou a dialogar com o PCP
 https://www.facebook.com/rogerio.raimundo/posts/10206834693897349
*
 a nobel de literaTUra 2015: Svetlana Aleksievitch: "Escrevo, procuro nos grãozinhos, nas migalhas da história do socialismo "doméstico"... "interior". A maneira como ele vivia na alma humana. Atrai-me sempre esse pequeno espaço - a pessoa... Uma pessoa. Na verdade, é aí que tudo acontece"
 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/10/8outu20151244-svetlana-aleksievitch.html
*
 o Estado (PS.PSD.CDS) tem esquecido ALCOBAÇA que vos abRRaça...2 claustros ao abandono...toda a zona sul junto ao celeiro...toda esta zona do pomar...o jardim do obelisco...os fontanários...o terreno da ex-serração...é muito metro cúbico e quadrado sem vida no centro histórico, da cidade, do município...
*
 o Estado (PS.PSD.CDS) tem esquecido ALCOBAÇA que vos abRRaça...2 claustros ao abandono...toda a zona sul junto ao celeiro...toda esta zona do pomar...o jardim do obelisco...os fontanários...o terreno da ex-serração...é muito metro cúbico e quadrado sem vida no centro histórico, da cidade, do município...
 
 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10206002213467934&set=gm.888947797850353&type=3&theater
*
 ai a crise dos refugiados...a câmara d' Alcobaça aguarda quando devia tomar a iniciativa...entretanto a sociedade civil alcobacense já agiu...CDU não esquece o falhanço do PSD local no apoio a famílias alcobacenses bem necessitadas de habitação...
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/07/849325jul20143223-refugiados.html
*

7ouTUbro2015...caminhei SÓ no passadiço...a ver este extraordináRIO sunset...s.MARtinho do porto d'ALCOBAÇA que vos abRRaça
João Moura para Amigos de S. Martinho do Porto*
7ouTUbro2015.nazarÉ...que bELO entardeCER...
by Alda Vaz




















***
2011...face traz-me memórias
deste dia:
 estão em LosAngeles agora em palco,,,os nossos embaixadores de PortugALCOBAÇA que vos abRRaça
 imagino-me em Los Angeles...ECOA...os nossos embaixadores d'alcobaça que vos abRRaça
THE GIFT
*
 4 poemas do poeta nobel 2011
 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2011/10/50428out201111h11-premio-nobel.html
*
 e a 1 série de outros roubos: salário, luz, transportes, IVA...
 
 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1906675761697&set=a.1150059006751.19580.1685889837&type=3&theater
*
fiz partilha de Neruda via Gisela Mendonça
 
 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2290943286605&set=a.1181415429102.28176.1639690204&type=3&theater
Dois...
Apenas dois.
Dois seres...
Dois objetos patéticos.
Cursos paralelos
Frente a frente...
...Sempre...
...A se olharem...
Pensar talvez:
“Paralelos que se encontram no infinito...”
No entanto sós por enquanto.
Eternamente dois apenas.

-Pablo Neruda-
***
2010...o face traz-me memórias deste dia:
 Grande camarada Presidente da Câmara de Peniche, (Câmara CDU) tb amigo do face, a desenvolver as marcas de Peniche!!!Neste caso capital da onda...sardinha...artesão José Gordo...
 
 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=166535270029209&set=a.101487399867330.5747.100000182105687&type=3&theater
***
1960
Amélia Vieira
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/10/88578out2014737-amelia-vieira.html
***
1967
Che Guevara foi capturado na Bolívia
https://www.youtube.com/watch?v=SSRVtlTwFs8
*
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/05/803315maio2014757-che-guevara.html
***
1985
Bruno Mars
https://www.youtube.com/watch?v=LjhCEhWiKXk&list=RDLjhCEhWiKXk#t=0
***
1998
nobel de José Saramago
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2012/11/609016nov201288-hoje-e-dia-de-jose.html
***
e a pitadinha matinal com a poesia de Joaquim Pessoa:
2013
 
  https://www.facebook.com/photo.php?fbid=154126178131565&set=gm.603922812983166&type=3&theater
DIA 64

Silêncio abandonado, doendo em redor. O silêncio das pedras, dos muros,
das árvores. O mesmo silêncio deste céu calado, baixo, quase violento de
tanto sossego. Tudo quieto, como entornado. Tudo sem vento, sem passos,
sem pássaros. Tarde parada, o ar cansado, em repouso, o azul não mais
que a sua ausência. Silêncio imóvel de uma fotografia, fixado nas coisas e
tolhendo-as, como se fossem culpadas. Também abandonado, cansado,
quieto neste silêncio, só eu estou a gritar.
Tu é que não me ouves.
  in Ano Comum

Imagem: Kate Winslet

*

https://www.facebook.com/112890882080018/photos/a.114014221967684.7650.112890882080018/743826992319734/?type=1&theater
in ANO COMUM, (2ªed, Edições Esgotadas, 2013)

Dia 52.

Tenho sede quando te beijo. Quando não te beijo tenho sede.

Imagem: 'Soif d'un baiser'; autor desconhecido.
*
(LT

**
Dia 350.
Ainda nós. Os que não têm nome, mas
que por momentos dão o nome à paixão, oferecem
o nome à terra, dividem-no com a chuva. E se alimentam
de luz como se ela fosse um fruto. Os que interrogam
a biografia da árvore, a bibliografia das folhas, a
última edição dos pássaros. E os títulos sonolentos do azul.
Ainda nós, os pobres. Os que coram diante de um pão
e sobre ele escrevem os versos da oração do trigo. Simples,
como o primeiro livro que o mar escreveu. Nós, os que
ainda atravessamos carregados de sede o deserto da página
em busca de água para os versos e de pólen para as sílabas,
essas minúsculas abelhas de som que ajudam a florir
as trepadeiras do dia. Ninguém como nós devora
as injustiças. Ainda. E agora.
E ainda agora, ninguém como nós canta o amor.
Ninguém mais persistirá assim a cantar o futuro.
Iluminando a dor, imaginando o que é simples, lendo
de outra maneira a provocação das horas, da liberdade,
e do vocábulo desejo. Certos do amor. Certos da morte.
Talvez amanhã não seja amanhã apenas. Quem sabe?,
uma ilha para onde possamos carregar os nossos bens,
um território misterioso, e no entanto afável, e no entanto
belo. Que se situa para lá do imaginário. Longe de
todos os beijos, de todas as promessas. E cheio
de uma natureza perturbante. Com palavras
que são dúvidas, paradoxos, absurdos, mas sempre,
sempre, as mais fundas convicções. Nós, os que
de nós esperamos mais. E o que resta: tudo
o que jamais alguém ousou ousar
da voz que canta em cada um
de nós. Ainda.
*
in ANO COMUM, 2.ª Ed.
Editora Edições Esgotadas,
2013.