16/10/2014

8.904.(16out2014.12.44') Neste dia...17outubro...vou rELEVAR: 215.avÔ, DM Erradicar a Pobreza, Chopin, Arthur Miller, António Ramos Rosa e a poesia de Joaquim Pessoa para começar bem o dia:

***
2017
UM+215avÔ
urge eRRadicar a pobreza
com políticas concretas de inclusão
emprego
habitação
e vizinhos poRReiros!
*
esCOLHER
          o corAGIR
e as marÉS
 atreVIDAs
*
norteAR-TE
***
2016
215.avÔ
tenho que viver
inTENSAmente
o agHora
o meu instante
aPESAR
das adVERsidades do mundo
da guerra,
do imenso ódio reinante,
das violências de todas as matizes
tenho que corAGIR
em liberdade
*
por curtos
instantes
sinto-me tangível
gosto de me perder
de contraDITAR
de contrariar
de conFUNDIR
depois volto
ao que me é comum
à minha personalidade
principal
***
2016
17ouTUbro2016...PAREdes da VITÓRIA...d' ALCOBAÇA que vos abRRaça
Adelino Pataias adicionou 9 fotos novas — em Praia das Paredes da Vitória.
20 h
A Praia d'as Paredes não precisa de sol para ser Linda !
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10154622490264819&set=pcb.10154622490984819&type=3&theater
*
António Cruz apanhou-me nas estórias.árvores
15out2016

https://www.facebook.com/booksandmovies.alcobaca/photos/a.1846124322288877.1073741911.1442773782623935/1846129645621678/?type=3&theater
*
José Fanha teve 1 papel importante no books.movies...tirou esta fotogravAÇÃO e leiam o seu texto...Da janela do quarto do Solar da Cerca, ele apanhou a hipotenusa, da nossa sala de visitas...
foto de José Fanha

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10154535427785053&set=a.141354725052.111668.599345052&type=3&theater
comentário do José Fanha:
BOOKS AND MOVIES
Durante uma semana aqui tenho estado, escritor residente deste excelente acontecimento literário e cinematográfico de Alcobaça. 
Fotografia da janela do maravilhoso Solar da Cerca que tem sido a minha casa desde dia 10 e até 17
***
2015...face traz-me memórias
deste dia:
registo pessoal da reunião de câmara que aprovou IMI...+2 empreendimentos hoteleiros em perspectiva (Maiorga e Vale Maceira) e...CDU votou contra a manutenção das taxas do IMI, apenas se aprovar a redução aos proprietários que tiverem 1 filho, ou 2 ou 3, porque são valores irrisórios, por ano, por agregado familiar...
+1x o governo PSD.CDS faz espectáculo à custa das câmaras...
Por outro lado a CDU é favorável a que haja redução, haja minoração, em 30% no IMI dos munícipes que fizerem obras de restauro dos seus edifícios, em todo o concelho.
Defendemos a penalização, a majoração, em 30%, dos casos de casas em ruínas, degradados, alvos de intimação, notificações, da Câmara para realizarem obras.
Não concordamos no conceder a isenção de taxas, apenas, para os que vivem nos Centros Históricos.
Defendemos o tratamento igual de todos os munícipes...
A documentação devia ter o despacho político, só tem o parecer técnico!!
Soubemos oralmente que querem manter a deliberação do ano passado (0,375% para urbanos)
e a novidade deste ano 50% no IMI familiar...5% para 1 filho, 7,5% para 2 filhos e 10% para 3 ou mais filhos...

http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/10/909612outu20152022-69rcextraordinaria14.html
*
"surpresas desagradáveis"...(des)governação PSD.CDS escondeu, escondeu, enganou, enganou...a verdade deve estar a arrebentar...para não cumprirem o que a UE diz d'entrega de orçamento 2016 até ontem...é porque estamos +1x tramados com o que aí vem
http://sicnoticias.sapo.pt/economia/2015-10-15-Coligacao-reconhece-riscos-que-podem-aumentar-buraco-das-contas-ainda-este-ano
*
16ouTUbro2015...paREDES da VITÓRIA...pataias.MARtingança...d'ALCOBAÇA que vos abRRaça

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10153677582919819&set=a.10150262398389819.346034.835759818&type=3&theater
***
DM Erradicar a Pobreza
bem sabemos que só com 1 política d'esquerda patriótica, se vira para a resolução do problema...
parece tão simples, perante tanto saber e tanto poder...
desigualdades exponenciam...e há quem esteja feliz com governos que servem os agiotas...
Tanta reunião, tantos paleios e tão pouca acção...Ai a política da UEuropeia e dos governos que criam tanto pobre e têm tantos programas para a erradicar!!!
"Os 80 mais ricos do mundo têm tanto dinheiro como os 3,5 mil milhões mais pobres."

http://uniralcobaca.blogspot.pt/2013/12/726418dez201388-vereadora-da-cdu-vanda.html
*
http://www.dn.pt/globo/interior/os-80-mais-ricos-do-mundo-tem-tanto-dinheiro-como-os-35-mil-milhoes-mais-pobres-4350372.html
***
2014...face traz...
São Martº do Porto...d'ALCOBAÇA que vos abRRaça...Embora seja Património da paróquia, segundo dizem, naturalmente, é zona de Turismo, e especial miradouro...
Urge fazer obras...
Câmara, Junta de Freguesia e Paróquia: ENTENDAM-SE!
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/10/891017out201488-urge-fazer-as-obras-no.html
***
2013...face traz-me memórias:
ribeira espelho...com nuvens...leão calmíssimoooooooo...a bela natureza d' Alcobaça que vos abRRaça

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10151938277254819&set=a.10150472077529819.385186.835759818&type=3&theater
*
é bom fazer uma caMInhada maTInal à beira da BB bela baía de SMPorto, d' Alcobaça que vos abRRaça

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=671354846208222&set=a.267232069953837.79025.100000011371784&type=3&theater
*
termino o dia como comecei..na BB bela baía de SMPorto...d' Alcobaça que vos abRRaça
*
Alcobaça que vos abRRaça, bem no centro da cidade, tem OTUS SCOPS!!!
(Eduardo Barrento)
*
é bom lembrar (há 170 anos) Garrett : "(...) reduzi tudo a cifras, todas as considerações deste mundo a equações de interesse corporal, comprai, vendei, agiotai - No fim de tudo isto, o que lucrou a espécie humana ? Que há mais umas poucas dúzias de homens ricos. E eu pergunto aos economistas políticos, aos moralistas, se já calcularam o número de indivíduos que é forçoso condenar à miséria, ao trabalho desproporcionado, à desmoralização, à infâmia, à ignorância crapulosa, à desgraça invencível, à penúria absoluta, para produzir um rico ? [ ... ] cada homem rico, abastado, custa centos de infelizes, de miseráveis. "
Almeida Garrett, in " Viagens na Minha Terra ", (1843 )
http://ocastendo.blogs.sapo.pt/1644801.html
***
2011...face traz-me
hj x AQUI salvaDOR dALI e pink floYd:
https://www.youtube.com/watch?v=uU9uq8zYUg4&list=RDuU9uq8zYUg4#t=0
*
João Silva de novo em 1º!!!da benedit'Alcobaça que vos abRRaça
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2011/10/506916out201117h54-1-grande-vitoria-do.html
*
andou a dizer o contrário, tanta x, e depois como 1º ministro...Aldrabão será pouco?
https://www.youtube.com/watch?v=gNu5BBAdQec
*
e vivaaaaaaaaa o Rabiscuits Arte Experimental no fds de 28 a 30 out 2011: Terra d'arte e d'artistas aconTECE...d'alcobaça que vos abRRaça
José Alberto Vasco
Já está definitivamente delineado o programa do Rabiscuits 2001. Que voltará a decorrer em Alcobaça, entre 28 e 30 de Outubro
*
que saudades dos verdadeiros sociais-democratas!!!
Maria Joao Vasconcelos Duarte
.....AINDA SE LEMBRA DESTA LEI ...APRESENTADA POR FRANCISCO DE SA CARNEIRO ??? PROMULGADA PRO RAMALHO EANES ....OU NAO????
***
2010...face traz-me
a capital do hóquei feminino é em Turquel-Alcobaça!!!!!!!!!!!!!!!!
bravo,bravíssimas jovens e mulheres turquelenses!!!
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2010/10/3568-ontem-o-hct-venceu-supertaca.html
*
liberdade a sério é o que queremos!!!!os especuladores e os exploradores têm que ser contidos pelo poder da democracia avançada!!!
https://www.youtube.com/watch?v=O4_q92yxMMQ
***
1849
morreu Frédéric Chopin
"A simplicidade é a conquista final. Depois de ter tocado uma quantidade de notas e mais notas, é a simplicidade que emerge como a recompensa coroada da arte.
*
Eu sou 1 revolucionário. O dinheiro não significa nada para mim.
*
Põe toda a tua alma nisso, toca da maneira como sentes a música!
*
O meu desejo é que conseguisse eliminar todos os pensamentos que envenenam a minha felicidade, mas eu tiro uma espécie de prazer ao ser indulgente com eles.
*
Quando alguém cria alguma coisa, aparenta ser bom, de outra forma não o teria escrito. Só mais tarde vem a reflexão, e então essa criação é rejeitada ou aceite. O tempo é o melhor decisor, e a paciência o mais excelente professor.
*
Eles gostariam que eu desse outro concerto, mas não tenho nenhum desejo de o fazer. Vocês não podem imaginar a tortura que representam para mim os três dias antes de aparecer ao público.
*
Se eu me sentisse ainda mais estúpido do que já sou, eu pensaria que teria atingido o auge da minha carreira; no entanto eu sei o quanto ainda me falta para alcançar a perfeição; e eu vejo cada vez mais claramente que vivo entre artistas de primeira qualidade e sei o que falta a cada um deles.
*
Existem certas alturas em que me sinto mais inspirado, preenchido com uma força brutal que me obriga a ouvir a minha voz interior, e é nessa altura que eu sinto mais que nunca a necessidade de um piano Pleyel."
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2017/03/98031mar201777-chopin.html
***
1915
Arthur Miller:“A questão importante é fazer perguntas - e sempre será - e perguntar aos outros de forma mais inexorável que puder. E encarar a ausência de respostas precisas com humildade.”
“A traição é a única verdade que cola.”
“Você se especializa em alguma coisa até um dia descobrir que a coisa se especializou em você."http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/10/890516out201413h-arthur-miller.html
***
1924
António Ramos Rosa: "É POR TI QUE VIVO...
Amo o teu túmido candor de astro
a tua pura integridade delicada
a tua permanente adolescência de segredo
a tua fragilidade acesa sempre altiva.
Por ti eu sou a leve segurança
de um peito que pulsa e canta a sua chama
que se levanta e inclina ao teu hálito de pássaro
ou à chuva das tuas pétalas de prata.
Se guardo algum tesouro não o prendo
porque quero oferecer-te a paz de um sonho aberto
que dure e flua nas tuas veias lentas
e seja um perfume ou um beijo um suspiro solar.
Ofereço-te esta frágil flor esta pedra de chuva
para que sintas a verde frescura
de um pomar de brancas cortesias
porque é por ti que vivo é por ti que nasço
porque amo o ouro vivo do teu rosto."
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/04/783314abril2014216-antonio-ramos-rosa.html
***
e a poesia de Joaquim Pessoa
para começar bem o dia:
*
postei em 2011
Os asnos não produzem cinza depois de cremados. Fica
só um punhado de nada. As suas vozes, como se sabe,
não chegam ao céu. Logo, nem mesmo depois de morto
o asno tem qualquer importância e, antes de morrer, nin-
guém quer saber das suas opiniões. Apesar disso, não se
calam. E, pior que isso, são convidados a falar em público.
Entrevistam-nos, registam-lhes e repetem-lhes as baco-
radas, chegam mesmo a dar-lhes a forma de livro. E até
lhes pagam para que digam o que o céu não quer ouvir.
São sinais de um tempo infeliz, o triunfo da mediocrida-
de, quando ninguém parece interessado em rodear-se,
ao menos escutar, os mais interessados, os mais prepara-
dos, os mais inteligentes e os mais justos. Com todos es-
tes se evitam os confrontos, os diálogos, os acordos, para
que não se note que o campeonato a que pertencem é ou-
tro que não uma divisão inferior, um segundo ou terceiro
escalões. Joga-se simplesmente com os asnos. E, natural-
mente, dá asneira. Ninguém ganha e todos perdem, nem
que seja tempo. O tal tempo cujos sinais não permitem 
acreditar que se poderá vir a endireitar a sombra de uma
vara torta.

in ANO COMUM, Litexa Editora, 2011. (Introdução de
Robert Simon e Posfácio de Teresa Sá Couto).
*
Poema de agradecimento à Corja
Obrigado, excelências.
Obrigado por nos destruírem o sonho e a oportunidade
de vivermos felizes e em paz.
Obrigado pelo exemplo que se esforçam em nos dar
de como é possível viver sem vergonha, sem respeito e sem
dignidade.
Obrigado por nos roubarem. Por não nos perguntarem nada.
Por não nos darem explicações.
Obrigado por se orgulharem de nos tirar as coisas por que lutámos e às quais
temos direito.
Obrigado por nos tirarem até o sono. E a tranquilidade. E a alegria.
Obrigado pelo cinzentismo, pela depressão, pelo desespero.
Obrigado pela vossa mediocridade.
E obrigado por aquilo que podem e não querem fazer.
Obrigado por tudo o que não sabem e fingem saber.
Obrigado por transformarem o nosso coração numa sala de espera.
Obrigado por fazerem de cada um dos nossos dias um dia menos interessante
que o anterior.
Obrigado por nos exigirem mais do que podemos dar.
Obrigado por nos darem em troca quase nada.
Obrigado por não disfarçarem a cobiça, a corrupção, a indignidade.
Pelo chocante imerecimento da vossa comodidade  e da vossa felicidade
adquirida a qualquer preço.
E pelo vosso vergonhoso descaramento.
Obrigado por nos ensinarem tudo o que nunca deveremos querer,
o que nunca deveremos fazer, o que nunca deveremos aceitar.
Obrigado por serem o que são.
Obrigado por serem como são.
Para que não sejamos também assim.
E para que possamos reconhecer facilmente quem temos de rejeitar
(Via Carlos B)
**
postei em 2013

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=593614877369396&set=gm.609091375799643&type=3&theater
*
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1559502380945533&set=gm.820333031342142&type=1&theater
Dia 51

"A tua casa é o meu coração e o teu perfume enche 
de nostalgia as minhas noites. 
Pelos meus braços vens caminhando nua, com a doçura 
da gazela e a brevidade suicida das flores do hibisco. 
O meu coração dá abrigo a um grande amor, como a
palmeira protege as tâmaras dos ventos do deserto ou a 
romã se transforma em cofre para guardar os seus rubis. 
Não há armadilhas montadas no percurso que te leva à
minha cama, e nada será perturbado pelo júbilo de beijar 
todas as sílabas que a tua boca pronuncia. 
És em mim. Estás em mim. 
Há-de o meu coração ficar em ruínas e, assim mesmo,
defenderá o teu corpo, a tua vontade, e o teu sorriso
que tem a envergonhada cor da flor do lótus. 
Há-de o meu coração calar-se, mas esse silêncio 
não impedirá a promessa de uma eterna noite de amor."
in "Ano Comum"
Art by Ernesto Garcia Pena.

**
Dia 94.
Gosto de gostar de ti.É mais uma oportunidade que dou a mim
mesmo de te pertencer.A flecha só morre dentro do pássaro.
in Ano Comum
**

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=743364109064424&set=a.115803568487151.13305.100001725243075&type=1&theater

Tenho todas as contradições de um homem livre
e apenas vivo amarrado à minha liberdade. Rejeito o sonho
e quando durmo, durmo. Sou eterno em cada segundo.
É evidente que não tenho de procurar o que é evidente.
Quem luta pela liberdade luta pela vida
e eu não me canso de lutar, de procurar o cristal profundo,
o infatigável cristal que há milhões de anos não era mais
que um pedaço de chuva.
Constelações de ideias, violentíssimos enxames de sílabas, 
de palavras,
têm-se deslocado num universo finito, este cosmos
de província
que é a minha vida. E aqui, de sete em sete dias posso
contar um sábado,
disponho de meses previsivelmente iguais na sua gestação,
sei como eles começam e acabam, como recomeçam e
voltam a acabar,
só não consigo lembrar-me do meu nascimento, e da minha
morte não guardarei memória.
Sou um homem livre de contradições, isto é,
sou um homem livre, de contradições. E confesso-o
como defesa antecipada à justa acusação. O escritor
é um homem de dicções e de contra-dicções, de escritas
e de contra-escritas, aquele que diz e contra-diz, que escreve 
contra si e a seu favor. O escritor é uma espécie de silêncio
cheio de gritos mas também uma espécie de grito
almofadado com silêncios.
O escritor é alguém que já morreu setenta vezes.
Que já teve para si setenta vidas. Setenta oportunidades
que aproveitou para escrever sempre as mesmas coisas.
E não conseguirá escrever nada realmente diferente
nem que viva e morra por mais setenta vezes. É amarrado
a esta condição que o escritor é livre. É amarrado à liberdade 
que o escritor está preso. Ninguém poderá fazer
do escritor ALGUÉM FELIZ. Na vida inquieta do escritor
há um homem que tem medo de sonhar. Um homem
cuja coerência está na luta que tem consigo mesmo.
Porque, para o escritor, os outros que se lixem.
Porque, para o escritor, os outros são indispensáveis.

 in VOU-ME EMBORA DE MIM, ed. Hugin, 2000
_________
imagem: For the Love,for the Death and the Poetry