23/02/2015

9.644.(23fev2015.7.7') Neste dia...24fevereiro...vou rELEVAR: 345.avÔ, Hugo Trindade, Steve Jobs, Pablo Milanés, David Mourão-Ferreira e a poesia de JOAQUIM PESSOA:

2017
345.avÔ
 como vai ser a minha crónica deste dia?
À espera
do abRReijinhooooooooooo
 esFERA
vou amadurecendo
o que vai sair naturalmente
o + SIMples
o olhar tem de estar bem vivo, brilhante
as mãos devem estar com mt sangue
td o corpo e SER deve estar em pleno riso
e a criACtividade deve superar o recorde anterior
***
2016 ...o face traz-me memórias deste dia:
Orçamento do PS aprovado pelo PCP, BE e Verdes...23fev2016...1 dia para registar!!!
http://www.pcp.pt/um-orcamento-com-sinais-de-inversao-no-caminho-de-regressao-social-civilizacional-que-estava-em
*
1 vivaaaaaaa ao 55.º dia do ano...urge VOAR...ver ao longe...para planear bem...é o extraordináRIO litor' ALCOBAÇA que vos abRRaça
http://uniralcobaca.blogspot.pt/…/70708out201377-polvoeirap…
*
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10152249477254819&set=a.10150262398389819.346034.835759818&type=3&theater
*
 foi 1 bELO conCERto...com certeza vai ser 1 esTUpendooooooooo CD...qu' extraordinária pose do sparky e qu' esTUpendo par de soRRisos de 2 extraordináRIOS músicos d' ALCOBAÇA que vos abRRaça: Sergio Carolino e Mário Dinis Marques
*
com a letra...fresquinhoooooooooo...da nossa banda d' ALCOBAÇA que vos abRRaça: "As lágrimas que choro
Não são penas, são só sonhos
Os olhos que choram
Lêem mundo, mil poemas
Só o amor consigo eu resolver...
Provei outro mar
Sequei outro sol
Vivi, confesso que vivi
Morri e renasci
Em ti
Por ti
Sem ti
Morri
Senti
Não desisti
Por ti"
https://www.youtube.com/watch?v=TJoM83V-GVA&feature=youtu.be
*
com mui carinhooooooooooooooo...24fev2016...s.MARtinho do porto...
by Fernanda Matias
Foto de Fernanda Matias.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1554518561543188&set=gm.10154047970298969&type=3&theater
Foto de Fernanda Matias.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1554515724876805&set=gm.10154047959998969&type=3&theater
*
paREDES da Vitória
by Adelino Pataias
Foto de Adelino Pataias.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10153947211709819&set=a.10150262398389819.346034.835759818&type=3&theater
*
Vale Furado
by Adelino Pataias
Foto de Adelino Pataias.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10153947211189819&set=a.10150262398389819.346034.835759818&type=3&theater
*
2 empresas d' ALCOBAÇA que vos abRraça a merecerem 1 bravíssimoooooo: Olho de Boi - Produção de Vídeo e Home Living Ceramics - Spectrum Collection (da ARFAI.JOMAZÉ)
https://www.youtube.com/watch?v=wB9912J1LQk
***
2015...o face traz-me memórias deste dia:
 Jorge Lamúria d' ALCOBAÇA que vos abRRaça faz estes OVOS, não são de Colombo, mas são mui bonitos...
 https://www.facebook.com/Ovodecor/photos/a.533633806779801.1073741832.533015720174943/533850950091420/?type=3
*
mar de espuma nas Paredes da Vitória
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/02/965325fev201588-mar-de-espuma-nas.html
*
Extraordinário sunset na nazaré
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/02/964925fev2015711-24fev2015sunset-nazare.html
Alda Vaz
***
2014...o face traz-me memórias deste dia:
by Adelino Pataias
hj há AMARelo por cima do leão.castELO...Paredes da Vitória...d'Alcobaça que vos abRRaça

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10152249477254819&set=a.10150262398389819.346034.835759818&type=3&theater
*
PSeguro escolhe assis...assis escolhe aliança à direita!!!...ajuda a clarificar!!! a opção é clara: direita ou CDU!!!
*
CGTP na linha certa..luta a 27fev!!!
*
MEU e TEU
este grupo d' Alcobaça que vos abRRaça está hj na RTP, no programa: Portugal no Coração...
*
do congresso do PSD foi uma das decisões + cínicas...depois de levarem à pobreza, à emigração, ao desemprego, à precariedade vêm com a campanha da natalidade, para iludir, enganar, para voltarem, depois do voto, a servir + e + os agiotas....
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10201666549000591&set=a.3907440839559.2138350.1085430783&type=3
*
hj andam a topografar...Paredes da Vitória...d'Alcobaça que vos abRRaça...QUEREMOS AÇÕES sustentadas!!! Mera cosmética já vimos o que dá!!!
by Adelino Pataias
Foto de Adelino Pataias.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10152249206469819&set=a.10150262398389819.346034.835759818&type=3&theater
***
2012 ...o face traz-me memórias deste dia:
hj e sempre x AQUI josÉ saraMAGO
Foto de Jose Saramago a Liberdade Do Pensamento".
https://www.facebook.com/234845926606634/photos/a.234859933271900.55198.234845926606634/235100383247855/?type=3&theater
A prudência só serve para adiar o inevitável, mais cedo ou mais tarde acaba por se render.
(As Intermitências da Morte)
*
passos.portas continuam o seu serviço ao capital...
Foto de Paulo Raimundo Raimundo.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=398343470180946&set=a.178071608874801.50199.100000158898650&type=3&theater
*
hj e sempre x AQUI..Zeca...
Foto de Andante Associação Artística.
https://www.facebook.com/andante.associacao.artistica/photos/a.214341331953107.59793.132465900140651/304999406220632/?type=3&theater
Quando a fera encarcerada
Que dentro de nós suplanta
Quebra a gaiola sozinha
Voa voa endiabrada
Uma andorinha
José Afonso/pRiyA
 
*
Foto de Quem lê Sophia de Mello Breyner Andresen.
https://www.facebook.com/quem.le.sophia.de.mello.breyner.andresen/photos/a.114014221967684.7650.112890882080018/330787830290321/?type=3&theater
Quem lê Sophia de Mello Breyner Andresen com Joaquim Pessoa e 44 outras pessoas.
AMIGOS, "Se você não puder ser um pinheiro no alto da colina,
seja um arbusto no vale!
Mas seja o mais belo arbusto à margem do regato..."
ESTA É A NOSSA MENSAGEM PARA NÓS E PARA OS AMIGOS DE "Quem lê..."
CARPE DIEM!
LT e CC
*
DOUGLAS MALLOCH
Se você não puder ser um pinheiro no alto da colina,
seja um arbusto no vale!
Mas seja o mais belo arbusto à margem do regato.
Seja um ramo se não puder ser um tronco…
Se não puder ser uma árvore, seja um pouco de relva…
E dê alegria aos que passam no caminho…
Se não puder ser almíscar, seja então uma tília…
Mas a tília mais viva do lago…
Não podemos ser todos capitães…
Alguns temos de ser tripulação…
Há algum lugar para todos nós aqui.
Há grandes obras e outras pequenas a realizar…
Sempre há uma tarefa que devemos empreender.
Se não pudermos ser uma estrada real, sejamos uma vereda.
Se não pudermos ser o Sol, sejamos uma pequena lamparina…
Não é pelo tamanho que se ganha ou que se perde…
Sejamos o melhor possível naquilo que pudermos e quisermos ser!!!!
*
Be The Best Of Whatever You Are
If you can't be a pine on the top of a hill
Be a scrub in the valley, but be the best little scrub on the side of the hill
Be a bush if you can't be a tree,
If you can't be a bush be a bit of the grass
And some highway happier make.
If you can't be a muskie, then just be a bass,
But the liveliest bass in the lake.
We can't all be captains, we've got to be crew,
There's something for all of us here.
There's big work to do and there's lesser work, too,
And the thing we must do is the near
If you can't be a highway, then just be a trail.
If you can't be the sun, be a star.
It isn't by size that you win or you fail.
Be the best of whatever you are.
(Nota: erradamente atribuído em alguns lugares a Pablo Neruda. Ver http://pt.wikiquote.org/wiki/Pablo_Neruda e http://www.inspiring-quotes-and-stories.com/be-the-best-of-… )
Fotografia: Fantasy, sem autor mencionado
*(LT)
*
HJ X AQUI, SEMPRE Neruda
Foto de PABLO NERUDA POEMAS DA ALMA.
https://www.facebook.com/298376103511623/photos/a.298379223511311.94292.298376103511623/330157410333492/?type=3&theater
A RAINHA

Nomeei-te rainha. 
Há maiores do que tu, maiores. 
Há mais puras do que tu, mais puras. 
Há mais belas do que tu, há mais belas.

Mas tu és a rainha.

Quando andas pelas ruas
ninguém te reconhece.
Ninguém vê a tua coroa de cristal, ninguém olha
a passadeira de ouro vermelho
que pisas quando passas,
a passadeira que não existe.

E quando surges
todos os rios se ouvem
no meu corpo,
sinos fazem estremecer o céu,
enche-se o mundo com um hino.

Só tu e eu,
só tu e eu, meu amor,
o ouvimos. 

***
2011 ...o face traz-me memórias deste dia:
TEResa S. rELEVOU e às 12h34' achei: boa pRENDA para tds AMGS...aquel'abRRaço com votos: bELAS viAGEns e bELOs encontros.
https://www.youtube.com/watch?v=rox85NHn5KE
***
55.º dia do ano!!!
***
1980
Hugo Trindade ...+1 talento d' ALCOBAÇA que vos abRRaça
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/06/831223jun20141036-hugo-trindade.html
***
1955
Steve Jobs
"Cada sonho que você deixa para trás, é um pedaço do seu futuro que deixa de existir..."
 "Foi a mensagem de despedida deles. Continue com fome. Continue bobo. E eu sempre desejei isso para mim mesmo. E agora, quando vocês se formam e começam de novo, eu desejo isso para vocês. Continuem com fome. Continuem bobos."
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/10/88455out20141722-steve-jobs.html
***
1943
Pablo Milanés
https://www.youtube.com/watch?v=sct0-7rs2zY&list=RDsct0-7rs2zY
*
poema de Agostinho Neto
https://www.youtube.com/watch?v=t6bwmaBHQkM
***
1930
David Mourão-Ferreira
 "SEGREDO
Nem o Tempo tem tempo
para sondar as trevas
deste rio correndo
entre a pele e a pele
Nem o Tempo tem tempo
nem as trevas dão tréguas
Não descubro o segredo
que o teu corpo segrega."

*

"Desvio dos teus ombros o lençol,
que é feito de ternura amarrotada,
da frescura que vem depois do sol,
quando depois do sol não vem mais nada...

Olho a roupa no chão: que tempestade!
Há restos de ternura pelo meio,
como vultos perdidos na cidade
onde uma tempestade sobreveio...

Começas a vestir-te, lentamente,
e é ternura também que vou vestindo,
para enfrentar lá fora aquela gente

que da nossa ternura anda sorrindo...
Mas ninguém sonha a pressa com que nós
a despimos assim que estamos sós!
in "Infinito Pessoal"
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/03/774131mar2014818-david-mourao-ferreira.html

***
e +  pitadinhas da poesia de Joaquim Pessoa:
2012
hj e sempre x AQUI:

Joaquim Pessoa
Poema moderno é aquele que poderá ter sido escrito ontem,
lido como se tivesse sido escrito hoje, e que dará gosto reler
amanhã. Poema sem tempo, isto é, um poema de todos os 
os tempos.
Como os de Khayamm, de Ibn Al Arabi, ou como aqueles poe-
mas de amor egípcios da antiguidade, sem esquecer nunca os
poemas assírios, babilónicos, chineses, japoneses, ameríndios.
E os de Villón, de Shelley e de Blake, de Dante, de São João da
Cruz, de Vergílio, de Petrarca e de Camões.
Também os clássicos, os barrocos, os românticos, os realistas.
Os simbolistas e os modernistas. E aqueles que não sendo mo-
dernistas, foram escritos antes, durante e depois do modernis-
mo. O primeiro e o segundo. O de Álvaro de Campos e de Sá-
-Carneiro. E o de Régio e Miguel Torga.
E aqueles que têm sido escritos pelos pós-modernistas de ho-
je, os que deixaram de ser modernos para serem agora mais
modernos que os modernos, os que na realidade precisaram
de um nome mais moderno que "moderno".
Também esses que foram modernos em cada tempo, que não
necessitaram de ser modernistas para serem modernos, mas
que conseguiram tornar modernos os seus autores.
Em seu tempo, Baudellaire foi moderno. E já não é moderno?
E Cesário? E Whitman? E Neruda?
Como diria o povo, que de poesia pode saber pouco mas sente
muito, "moderno uma vez, moderno sempre".
Que dizer, no entanto, de muitos dos poemas escritos moder-
namente mas que nasceram já velhos, os que sendo modernos
apenas em relação à época em que são escritos, os actuais, os
muito actuais, os actualíssimos, rapidamente ficarão ancorados
na primeira esquina do tempo?
Esses são poemas que fazem de conta. Os que não são moder-
nos nem deixam de o ser, porque na verdade são o resultado
de um equívoco, procurando assumir realidades que, concreta-
mente, nunca poderiam existir.
E ainda que o poeta seja um fingidor, como disse um poeta mo-
derno e modernista, não vale a pena fingir que esses poemas
são modernos. São novos, é certo, mas não modernos. Contem-
porâneos, sim, mas não modernos. Porque, existindo, não per-
manecem. Porque nunca serão o que gostariam de ser, porque
nada é o que se propõe ser e não consegue.
O que realmente seria bom é que, na literatura, como em tudo
na vida, não se confundisse nunca a "modernice" com a moder-
nidade.
(Do livro a publicar, GUARDAR O FOGO).
*
2014
+1 começo de jornada com as pitadinhas de Joaquim Pessoa...
"O amor é um poema. Dói e canta cá dentro. Tem a filosofia das árvores, a lição do mar, os ensinamentos que as aves recolhem quando migram para lá dos desertos, de onde hão-de regressar mais sábias e seguras. O amor é uma causa. Uma luta excessiva com a divindade dos dias e a sua fogueira obscura. Mas também contra o mistério de si mesmo, uma paz que nos dá o cansaço e a loucura infeliz da felicidade, esse primitivo terror dos sinos que tocam como um aviso aos densos nevoeiros súbitos do mar.
O amor é uma casa. Erguida com os beijos, com os versos da noite e o gemido das estrelas. Casa cujas paredes vestem o nosso júbilo, a nossa intuição, a nossa vontade, sobretudo o nosso instinto e a nossa sabedoria. Onde se acende e brilha a luz suplicante da pele comprometida dos amantes. O amor é um gigantesco pequeno mistério, uma estranha generosidade que faz com que, quanto mais damos, com mais ficamos para dar.
Só o amor é o elixir da juventude. Não esse que sempre se procurou nas indecifráveis formulas dos antigos livros de magia e de alquimia, mas aquele que está tão perto de nós que, por vezes, o pisamos sem reparar."
Foto de Maria Soares.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=415024351976398&set=a.121939331284903.36314.100004065091748&type=3&theater
Tudo é Paixão
Assim me perguntaste, 
assim te respondi: 
tudo é paixão. 

Como não lamber 
da tua pele, o mel 
que o desejo fabrica? 

E como a minha boca 
não recolher o néctar 
da tua boca? 

Ou como não sorver 
das tuas mãos o pólen 
da ternura? 

E se, em vez de paixão, 
for sexo apenas, 
ou loucura? 

Pode até não ser amor. 
Mas, seja o que for, 
não é pior. 
in 'Ano Comum'

*

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1117243594954747&set=a.152159341463182.28585.100000073522004&type=3&theater
Bastava-nos Amar

Bastava-nos amar. E não bastava
o mar. E o corpo? O corpo que se enleia?
O vento como um barco: a navegar.
Pelo mar. Por um rio ou uma veia.

Bastava-nos ficar. E não bastava
o mar a querer doer em cada ideia.
Já não bastava olhar. Urgente: amar.
E ficar. E fazermos uma teia.
Respirar. Respirar. Até que o mar
pudesse ser amor em maré cheia.

E bastava.

(...)

***
"... Eu amo e canto aquele país do sol onde a tua pele e a minha se confundem."
...
Poema 7
Canto com toda a minha pele.
A pele dos meus joelhos, dos meus ombros,
a pele das espáduas, das pernas, das perguntas,
a pele do coração. Canto com a pele insubmissa
que ostenta a cicatriz da água,
que se fere na luz quando repele
os limites do corpo. Canto com a pele
que envolve a minha pele, território e mapa
de profundos oiros enterrados.
Eu amo e canto aquele país do sol
onde a tua pele e a minha se confundem.
**
Foto de Fatima Guerreiro.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=800572393314034&set=gm.894500887258689&type=1&theater