09/03/2015

9.700.(9mar2015.11' 11") Ana Fátima Martelo Pagará nomeada Directora do Mosteiro...a partir de 23mar2015...Há que louvar Jorge Pereira Sampaio e há que desejar um bom mandato à Ana Pagará

alcoa 2abr2015

Ana Pagará iniciou funções como diretora

anapagarásite

Ana Pagará, técnica superior de História no Arquivo Municipal de Mafra, foi designada em comissão de serviço, por três anos, para assumir a direção do Mosteiro de Alcobaça. De acordo com comunicado divulgado pela Direção Geral do Património Cultural (DGPC), a 19 de março, “cumpridos todos os formalismos legais e concluídos os processos de seleção, o júri propôs que a nomeação recaísse na Ana Fátima Martelo Pagará, candidata que mostrou reunir todas as condições legalmente exigidas e por inequivocamente ter demonstrado ser detentora de competência técnica, aptidão e comprovada experiência profissional relevante na área do cargo em apreço, bem como, de formação académica adequada”. Concurso que gerou alguma controvérsia, devido ao aparecimento de cartas anónimas denunciando a sua viciação.
Três dias depois do início de funções, Ana Pagará esteve na reabertura da Igreja Nossa Senhora da Conceição, em Alcobaça. Na ocasião, em declarações a’O ALCOA, a nova diretora deu os parabéns pelas obras de conservação referindo que “estas devem ser encaradas como exemplo de boa salvaguarda do património da igreja” e registando com emoção, a título pessoal e enquanto devota de Maria, a feliz coincidência pelo momento ter sido o seu primeiro ato público em Alcobaça.
(Saiba mais na edição em papel de 2 de abril de 2015)





























***
23MAR2015
REUNIÃO DE CÂMARA
Ana Fátima Martelo Pagará nomeada Directora do Mosteiro...a partir de 23mar2015...Há que louvar Jorge Pereira Sampaio e há que desejar um bom mandato à Ana Pagará
***
Via
http://oesteglobal.com/Conservadora_Ana_Martelo_Pagara_nomeada_diretora_do_Mosteiro_de_Alcobaca?fb_ref=Default

Conservadora Ana Martelo Pagará nomeada diretora do Mosteiro de Alcobaça

Lisboa, 19 mar (Lusa) - A conservadora Ana Fátima Martelo Pagará foi nomeada diretora do Mosteiro de Alcobaça, na sequência de um concurso público, anunciou hoje a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC).
De acordo com um comunicado divulgado pela DGPC, "cumpridos todos os formalismos legais e concluídos os processos de seleção, o júri do procedimento concursal propôs que a nomeação recaísse na candidata Ana Fátima Martelo Pagará".
Ana Martelo Pagará irá substituir Jorge Pereira de Sampaio, que dirigia o Mosteiro de Alcobaça desde agosto de 2010.
O Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, no distrito de Leiria, foi erguido no século XII pelos monges de Cister, encontrando-se neles diferentes estilos, desde o gótico original, ao maneirismo, passando pelo barroco, está classificado como Património da Humanidade pela UNESCO e como Monumento Nacional desde 1910.
A DGCP acrescenta, no comunicado, que a escolha recaiu em Ana Martelo Pagará "por reunir todas as condições legalmente exigidas, por inequivocamente ter demonstrado ser detentora de competência técnica, aptidão e comprovada experiência profissional relevante na área do cargo em apreço, bem como, de formação académica adequada".
A nomeação é feita em regime de comissão de serviço, pelo período de três anos, renovável por iguais períodos de tempo, com efeitos a partir de 23 de março deste ano.
Nascida em 1971, em Lisboa, Ana Fátima Martelo Pagará era desde maio de 2010 técnica superior de História no Arquivo Municipal de Mafra.
Licenciada em História, variante de História da Arte, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1993), é mestre em Recuperação do Património Arquitetónico e Paisagístico pela Universidade de Évora (1999).
Doutoranda no ramo de Conservação do Património Arquitetónico na mesma universidade (1999/ 2005), com a tese "Avaliação Tipológica da Arquitetura dos Cistercienses em Portugal.
Frequentou vários cursos nas áreas da História, da História da Arte e da Conservação do Património, em Portugal e em Espanha, e na área da administração pública.
Entre novembro de 2007 e maio de 2010, desempenhou as funções de chefe de Divisão da Promoção e Dinamização Cultural na Direção Regional de Cultura do Alentejo, tendo sido responsável pela execução formal do Programa para a Salvaguarda do Património Imaterial do Alentejo.
De maio de 2002 a novembro de 2007, exerceu as funções de técnico superior de História na Câmara Municipal de Mafra, sendo responsável técnico-científica pelo Gabinete do Património Histórico Arquitetónico e Artístico, pelas Galerias de Arte Municipais e pela Oficina Municipal de Artes Soares Branco.
Neste contexto, realizou o inventário do património imóvel de Mafra, a reestruturação do serviço de Galerias Municipais e da Oficina Municipal de Artes e a criação dos projetos de Arte Contemporânea e da Bienal de Artes de Mafra, tendo organizado mais de centena e meia de exposições.
Entre 1999 e 2001, exerceu funções de técnico superior de História no Gabinete Técnico Local da Câmara Municipal de Portel.
Colaborou com a Direção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais na realização do Inventário do Património Arquitetónico do Distrito de Évora (1999/2001).
É autora de 40 títulos publicados, entre livros, atas de encontros científicos ou catálogos e artigos em publicações diversas nas áreas da História, História da Arte e do Património Cultural.
É sócia fundadora da SPPC - Sociedade para a Preservação do Património Construído, tendo sido membro da Direção nos biénios 1995/97 e 1997/99.

AG//GC
Lusa/Fim
***
***
SOBRE A REUNIÃO DE 9MAR2015
Este assunto começou a ser tratado no Público pela munícipe Sofia que defendeu a importância de termos um Director do Mosteiro de Alcobaça
*
Vereador José Canha acha que é bom que seja um alcobacense a puxar por Alcobaça....Mas fez muitos concursos públicos
*
Vereadora Eugénia Rodrigues acusou a maioria de falta de transparência e citou a notícia do Tinta Fresca..."carta anónima" há 1 mês e não tivemos conhecimento..."vai ser tratado na reunião de câmara"...
*
Presidente da Câmara quis responder logo às questões dos Vereadores do PS....
Não passou nenhuma informação ao Tinta Fresca. Nem ele nem os vereadores da maioria. 
A carta anónima só chegou há 12 dias ou menos...
A carta anónima tem efeitos duplos
*
Vereador Carlos Bonifácio interveio defendendo que a carta anónima devia ir para o Ministério Público e que no seu tempo recebeu cartas anónimas e até deram aso a processos disciplinares.
*
Eu vereador em representação da CDU também intervim:
Aqui devíamos estar a discutir valores, princípios e a importância do Mosteiro para Alcobaça...
Precisamos de um bom director ou directora, se possível, com um alcobacense...
Não nos podemos imiscuir em concursos públicos assim como também não queremos que outras entidades públicas se imiscuam nos concursos do pessoal da câmara
Há que deixar assentar o pó...
Não podemos perder a cabeça por causa de cartas anónimas...
Acho muito estranho que o Vereador Bonifácio reclame agora sobre esta carta anónima, assuma que recebeu cartas anónimas. É a 1ª vez que sei que ele recebeu cartas enquanto foi da maioria PSD.
Nós devemos ter em conta quem assume com frontalidade as suas posições, como foi o caso hoje da munícipe Sofia ou de queme screve e assina ou quem manda um mail identificado...
*
Vereadores do PS e Bonifácio querem a cópia da carta anónima
Eu dispenso!
Já me chega as que recebo anónimas...
***
Via região de cister
9mar2015
http://www.regiaodecister.pt/pt/noticias/polemica-em-concurso-publico-para-diretor-do-mosteiro
O concurso público para o cargo de diretor do Mosteiro de Alcobaça está a causar enorme polémica, tendo sido abordado na reunião do executivo municipal desta segunda-feira. A existência de uma carta anónima que denunciava a viciação do concurso "divide" a Câmara.
O assunto foi levantado pela munícipe Sofia Martins, que tomou conhecimento do resultado do concurso público, que ainda não foi publicado em Diário da República, lamentando que o alcobacense Jorge Pereira de Sampaio deixasse o lugar. 
Este sábado, o jornal digital Tinta Fresca anunciou que Ana Pagará, técnica superior da Câmara de Mafra, venceu o concurso público, acrescentando que Jorge Pereira de Sampaio ficou em 3.º lugar. A notícia, que não cita fontes oficiais, fala ainda de uma carta anónima que a Câmara teria recebido "há cerca de um mês, indicando a vencedora do concurso, nome que se veio a confirmar".
Perante a notícia, a vereadora Eugénia Rodrigues (PS) acusou a maioria relativa do PSD de "falta de transparência", exigindo que a carta anónima fosse enviada para o Ministério Público, posição igualmente adotada por Carlos Bonifácio (CDS). O assunto suscitou enorme celeuma, levando Rogério Raimundo (CDU) a procurar apaziguar a discussão: "cartas anónimas não podem fazer a malta perder a cabeça".
O presidente da Câmara assegurou ter feito "as diligências" junto da tutela no sentido de valorizar o trabalho desenvolvido por Jorge Pereira de Sampaio à frente do Mosteiro, lamentando que o historiador venha a ser substituído no cargo. Paulo Inácio, porém, recusou o envio da carta anónima para o Ministério Público, por considerar que o conteúdo da missiva "não tipifica crime", por conter apenas "análises subjetivas". O autarca do PSD entende, ainda, que "um presidente de Câmara não se mete num concurso público", revelando que outra carta anónima terá sido enviada para o Mosteiro e que terá dado entrada na Direção-Geral do Património Cultural.
Contactado pelo REGIÃO DE CISTER, Jorge Pereira de Sampaio preferiu, por enquanto, não prestar declarações sobre o assunto.
***
Via tintafresca.net

http://www.tintafresca.net/News/newsdetail.aspx?news=6461cfb7-93fc-49dc-bdf7-716f6cd725c3&edition=172
Técnica superior da Câmara Municipal de Mafra

    Ana Pagará vence concurso para diretor
    do Mosteiro de Alcobaça
       
                    Ana Pagará
    Ana Pagará, de 43 anos, historiadora de arte e técnica superior da Câmara Municipal de Mafra, venceu o concurso para diretor do Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, promovido pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC). Em segundo lugar ficou Carla Varela Fernandes, historiadora de arte e, em terceiro lugar, o atual diretor, Jorge Pereira de Sampaio, historiador, doutorado em Faiança de Alcobaça e técnico superior da DGPC.

       Contudo, o Tinta Fresca sabe que o resultado não é pacífico, nomeadamente, porque a Câmara Municipal de Alcobaça terá recebido uma carta anónima há cerca de um mês indicando a vencedora do concurso, nome que se veio a confirmar. O tema deverá ser abordado na reunião de Câmara Municipal de segunda-feira. Os resultados, ainda não publicados oficialmente, podem ser objeto de recurso.

       Biografia de Ana Pagará

       Ana Pagará formou-se na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, em 1993, obtendo o grau de mestre em 1999, na Universidade de Évora, com uma tese sobre Recuperação do Património Arquitetónico e Paisagístico. Entre 1999 e 2005, foi ainda doutoranda em Conservação do Património Arquitetónico, pela Universidade de Évora.

       Em termos profissionais, Ana Pagará integrou o Gabinete Técnico Local na Câmara Municipal de Portel, 1999 – 2001, onde participou na elaboração do Plano de Salvaguarda do Núcleo Urbano Histórico de Portel e, em 2002, trabalhou no Museu de Évora.

    Entre 2002 e 2007, foi coordenadora do Gabinete do Património Histórico, Arquitetónico e Artístico da Câmara municipal de Mafra e, de 2005 a 2008, foi coordenadora do Projeto para o estudo, conservação e divulgação da Igreja de Vera Cruz de Marmelar, da Câmara Municipal de Portel.

       De 2007 a 2010, foi chefe de Divisão da Promoção e Dinamização Cultural da Direção Regional de Cultura do Alentejo.

       Regressou à Câmara Municipal de Portel, de 2011 a 2013 (2 anos), onde foi coordenadora do Programa comemorativo dos 750 anos da Fundação do Castelo e do Primeiro Foral de Portel.

       Em 2010, passou a trabalhar no Arquivo Municipal de Mafra, funções em que se mantém atualmente.

       Bibliografia

    Forais de Portel e Oriola / Ana Pagará... [et al.]. Portel : Câmara Municipal, 2013.

    Presidentes da Câmara de Portel, 1835-2013 / Ana Pagará, João Cosme, Paulo Lima. Portel : Câmara Municipal, 2012.
    A arte sacra no concelho de Portel : inventário artístico da Arquidiocese de Évora / coord. Maria do Céu Ramos ; coord. cient. Artur Goulart de Melo Borges ; texto Ana Pagará ; rev. de bibliografia e textos David Nunes, Maria José Barril ; fot. Carlos Pombo Monteiro ; trad. Sintraweb. Évora : Fundação Eugénio de Almeida, 2010.

    Igreja de Vera Cruz de Marmelar / Ana Pagará, Nuno Vassallo e Silva, Vítor Serrão. Portel : Câmara Municipal de Portel ; Lisboa : Página Editores, 2006.

       Mário Lopes