04/04/2015

4.958.(4ab2015.3.33') Neste dia...4abril...Vou rELEVAR: UM+19.avô, Salgueiro Maia, Luther King, NATO, José Eduardo Oliveira, Eric Rohmer, Muddy Waters E A POESIA DE JOAQUIM PESSOA:

***
2017
UM+19.avÔ
abrir.unir.construir
DESENVOLVER
*
imAGInAÇÃO...
*
ao olhar o nascer da lua
ou pela madrugada fora
olhando o céu
nestes momentos
tenho pena de não ter, de novo, 1 velho equipamento fotográfico que tive...
a Yashica...
agHora estou com o Iphone
e sem saber as suas potencialidades
*
neste dia 4 do 4
às 4h4'4" aCORdei
para festejar este extraordináRIO segundo
e fi-lo 1.º
*
cuRIOso o JERO
rELEVOU que vai dar 5 mil livros
77
a vida é feita de números
*
revelei: 0 lançamento do meu livro
o MIolo das PALAvras e outras febres
no dia 24out2017, quando perfaço 66 anos, 6 meses, 6 dias, 6h, 6' e 6"
será que ele estará disponível às 4h4'4" da tARDE?
*
só que não disse na postagem outros porMAIORES
66 páginas par
66 páginas ímpar
66 fotos
lanço 6 livros do terraço do CCCela
e é lá que faço a cena se estiver 1 tarde com bom tempo
senão faço parte
e o resto dentro do CCCela...
***
2016
19.avô
Meu caro Sebastião
Estamos num dia com chuva
sem tempestade
Como eu gosto destes dias!

O céu aproxima-se de nós e toca-nos com
os pingos da chuva
com a chuva molha tolos
com água pesada

Nestes dias de chuva
vou-me lavando
do meu pó

ContraRIO
bem disposto
tantos(as) que dizem
maldita chuva
***
2017
ECB termina a sua semana cultural
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=737695993068133&set=a.104755989695473.10848.100004832169294&type=3&theater
***
2016
Alcobaça by José Eduardo Oliveira

https://www.facebook.com/bomdiaalcobaca/photos/a.296396247237395.1073741828.296377900572563/475114526032232/?type=3&theater
*
paREDES by Adelino Pataias

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10154082527899819&set=a.10150262398389819.346034.835759818&type=3&theater
*
s.MARtinho do porto by Fernanda Matias

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1580124768982567&set=gm.10154182085668969&type=3&theater
***
1992
 morreu
Salgueiro Maia
vivABRILiberdade
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/04/98263abr20151001-salgueiro-maia.html
***
1968
assassinaram Martin Luther King
1vivaaaaaaaaaa à sua luta:
" Eu Tenho Um Sonho...
Quando deixarmos soar a liberdade, quando a deixarmos soar
em cada povoação e em cada lugarejo, em cada estado e em
cada cidade, poderemos acelerar o advento daquele dia em
que todos os filhos de Deus, homens negros e homens brancos,
judeus e cristãos, protestantes e católicos, poderão dar-se as
mãos e cantar:
Livres, enfim...
somos livres, enfim."

*Quando se completam no dia de hoje 46 (HJ 49) anos sobre o assassinato de Martin Luther King, talvez valha a pena republicar aqui a parte final do longo artigo que Ruben de Carvalho publicou na Vida Mundial de Abril de 1998 e que depois veio a ser integralmente reproduido em 4.4.2007 na primeira série de «os papéis de alexandria» (hoje indisponível).
«1. Martin Luther King chegou a Mênfis no dia 3 de Abril de 1968, rodeado de um ambiente hostil. A imprensa local, antes da sua chegada, criticou-o por tencionar alojar-se no Hotel Holliday Inn, propriedade de brancos, em vez do Motel Lorraine, propriedade de afro-americanos. King resolveu instalar-se no motel. O inquérito posterior revelou que os comentários sobre a questão do hotel se baseavam num press release distribuido pelo FBI onde o Motel Lorraine era claramente indicado.
2. No dia anterior ao da chegada de King, um individuo que se identificou como pertencendo à sua segurança pessoal alterou a disposição de quartos que o hotel havia feito, indicando um quarto determinado onde King efectivamente se alojou, e à porta do qual foi alvejado mortalmente. O individuo nuca foi identificado.
3. O então comandante da Polícia de Mênfis, Frank Holloman, ex-agente do FBI, onde fora seceretário de J. Edgar Hoover, tomou medidas para diminuir a escolta policial de King de oito para dois homens. No dia do atentado, um dos agentes de serviço no Motel Lorraine, Edward Reditt, negro, foi mandado retirar por haver úma ameaça contra a sua vida». Holloman igualmente providenciou que os únicos bombeiros negros do quartel situado frente ao Motel Lorraine fossem afastados nesse dia para outras instalações.
4. As investigações da polícia de Mênfis basearam-se em que o tiro mortal teria sido disparado de uma casa de banho de um prédio fronteiro ao do motel. Foi provado que as dimensões da casa de banho tornavam inteiramente impossível que alguém nela disparasse uma espingarda. Um fotógrafo de um jornal de Mênfis tirou várias fotografias a partir da janela , revelando que ramos de árvores impediam completamente a visibilidade para a varanda onde se encontrava King; no dia seguinte ao da publicação, o município de Mênfis ordenou o corte das árvores.
5. A janela de onde o tiro teria sido disparado encontrava-se sensivelmente à mesma altura da varanda fronteira. Entretanto, quer as testaemunhas quer a autópsia tornam claro que Luther King foi atingido por um tiro de cima para baixo.
6. A única testemunha que identificou James Earl Ray como autor do disparo assassino foi um individuo chamado Charles Stephens, alcoólico crónico que se encontrava completamente embriagado na altura. Negou posteriormente as declarações, reiterando-as após ter recebido 30 mil dólares de requisições para restaurantes pagas pelo FBI.
7. James Earl Ray só foi preso, em Londres, em 8 de Junho, depois de ter viajado de Mênfis para Toronto, daí para londres , Lisboa e novamente Londres. Nestas viagens terá gasto um mínimo de 25 mil dólares, não se lhe conhecendo quaisquer fontes de rendimento.
8. Testemunhas afirmaram que Ray abandonou o local do crime num Ford Mustang branco e, passados poucos minutos, a polícia de Mênfis fazia apelo de reforços para um confronto que se verificaria com um Mustang branco na estrada, a norte da cidade,; não só não se verificou aí qualquer qualquer recontro , como Ray saiu pela estrada para Sul.
9. Ray, admitindo ter estado envolvido no crime,sempre negou ter sido o autor do disparo mortal. A Comissão de Inquérito do Senado americano concluiu haver 95% de possibilidades de Luther King ter sido vítima de uma conspiração, mas reiterou que o tiro fora disparado por Ray...
10. Todos os documento relacionados com o assassínio e as investigações concluidas em 1979 só poderão ser consultados 50 anos após essa data.»
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/04/7783442014717-martin-luther-king.html
***
1949
NATO
Há que saber: a história; a natureza agressiva e belicista...
PCP e tantos...porque estamos contra a NATO!!! Por ex: 26set2014: "Sobre os ataques dos EUA ao grupo denominado «Estado Islâmico» no território da Síria
26 Setembro 2014
A intervenção militar dos Estados Unidos em território da Síria, a pretexto do combate ao grupo denominado “Estado Islâmico”, constitui um novo passo na escalada de ingerência e de agressão contra a Síria, que atenta contra a sua soberania e representa uma ameaça directa à integridade territorial deste país.
O PCP considera que esta nova escalada belicista liderada pelos EUA – uma vez mais, assente numa campanha de hipocrisia e mentira e realizada à margem do direito internacional e em desrespeito pela Carta das Nações Unidas –, coloca sérias questões quanto ao futuro do Iraque e encerra novos e trágicos perigos para os povos do Médio Oriente.
Uma situação que não está desligada da política de agressão e de ocupação de Israel contra a Palestina, o Líbano e a Síria, que tem parte do território – os Montes Golã – ilegalmente ocupado por Israel.
O PCP recorda que os EUA com os seus aliados da NATO e da região – como Israel e as ditaduras do golfo – há mais de três anos promovem, financiam e armam grupos, como aqueles que se reúnem em torno do denominado “ISIS” e que são utilizados para espalhar o terror e a destruição na região.
Se os EUA, com os seus aliados, quisessem efectivamente combater os grupos terroristas que assolam as populações da Síria e do Iraque, deveriam começar por cessar o seu apoio político, financeiro e militar a esses grupos e pôr fim à sua instrumentalização para desestabilizar a região e agredir Estados soberanos que não se submetem aos projectos de domínio do imperialismo.
O que se impõe é a solidariedade e o apoio aos povos, como o Sírio e o Iraquiano, atingidos pela bárbara acção desses grupos e a clara rejeição de que, a pretexto do seu combate, se desenvolvam processos de ingerência, agressão e guerra movidos pelos interesses estratégicos dos EUA.
Como o PCP tem salientado, o fim da escalada de violência que ameaça arrastar os povos da Síria e do Iraque para um ainda maior desastre, exige o respeito pela sua soberania e independência nacionais e não novas aventuras belicistas, de que Portugal, no respeito pela sua Constituição e pela Carta das Nações Unidas, se deve resolutamente desvincular e firmemente condenar."

http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/04/77864420143h3333-nato.html
***
1940
José Eduardo Oliveira
...77 anos é 1 bELO n.º...
Há que dar paraBÉNS a 1 grande promotor d' ALCOBAÇA que vos abRRaça...escritor, jornalista, fotógrafo..."Sou alcobacense profissional"...O JERO
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2013/11/714013nov20131549-lancamento-de-mais-um.html
*
cuRIOso rELEVOU que vai dar 5 mil livros
77
a vida é feita de números
*
revelei: 0 lançamento do meu livro
o MIolo das PALAvras e outras febres
no dia 24out2017, quando perfaço 66 anos, 6 meses, 6 dias, 6h, 6' e 6"
***
1928
1928
Maya Angelou
"Ainda assim eu me levanto
Você pode me riscar da História
com mentiras lançadas ao ar.
Pode me jogar contra o chão de terra,
mas ainda assim, como a poeira, eu vou me levantar.
Minha presença o incomoda?
Por que meu brilho o intimida?
Porque eu caminho como quem possui riquezas dignas do grego Midas.
Como a lua e como o sol no céu,
com a certeza da onda no mar,
como a esperança emergindo na desgraça,
assim eu vou me levantar.
Você não queria me ver quebrada?
Cabeça curvada e olhos para o chão?
Ombros caídos como as lágrimas,
minh'alma enfraquecida pela solidão?
Meu orgulho o ofende?
Tenho certeza que sim
porque eu rio como quem possui
ouros escondidos em mim.
Pode me atirar palavras afiadas,
dilacerar-me com seu olhar,
você pode me matar em nome do ódio,
mas ainda assim, como o ar, eu vou me levantar.
Minha sensualidade incomoda?
Será que você se pergunta
por que eu danço como se tivesse
um diamante onde as coxas se juntam?
Da favela, da humilhação imposta pela cor,
eu me levanto.
De um passado enraizado na dor,
eu me levanto.
Sou um oceano negro, profundo na fé
crescendo e expandindo-se como a maré.
Deixando para trás noites de terror e atrocidade,
eu me levanto.
Em direção a um novo dia de intensa claridade,
eu me levanto
trazendo comigo o dom de meus antepassados,
eu carrego o sonho e a esperança do homem escravizado.
E assim, eu me levanto
eu me levanto
eu me levanto."

http://uniralcobaca.blogspot.pt/2017/04/8663444444-maya-angelou.html
***
1920
Eric Rohmer
https://www.youtube.com/watch?v=sp7a2jYftp0&list=PL1P6ga-I3OsgKjsYgEPPMUooU8McrteUs&index=3
***
1913
Muddy Waters inventou os blues de Chicago
https://www.youtube.com/watch?v=XIbFJETrScI&list=RDXIbFJETrScI#t=5
***
E A POESIA DE JOAQUIM PESSOA:
Foto de A Lua Voa.
https://www.facebook.com/ALuaVoa/photos/a.746679182114157.1073741828.746659858782756/753635541418521/?type=1&theater
Houve uma ilha em ti que eu conquistei.
Uma ilha num mar de solidão.
Tinha um nome a ilha onde morei.
Chamava-se essa ilha Coração.
Que saudades do tempo que passei.
Nenhum desses momentos foi em vão.
Do teu corpo, de ti, já nada sei.
Também não sei da ilha, não sei, não.
Só sei de mim, coberto de raízes.
Enterrei os momentos mais felizes.
Vivo agora na sombra a recordar.
A ilha que eu amei já não existe.
Agora amo o céu quando estou triste
por não saber do coração do mar.
 in 'Ano Comum'
*

https://www.facebook.com/Poetaspoemasepoesias/photos/a.381985865181535.83536.381791518534303/809541525759298/?type=1&theater
BASTAVA-NOS AMAR

Bastava-nos amar. 
E não bastava o mar. 
E o corpo? O corpo que se enleia? 
O vento como um barco: a navegar. 
Pelo mar. Por um rio ou uma veia. 

Bastava-nos ficar. 
E não bastava 
o mar a querer doer em cada ideia. 
Já não bastava olhar. Urgente: amar. 
E ficar. E fazermos uma teia. 

Respirar. Respirar. Até que o mar 
pudesse ser amor em maré cheia. 
E bastava. Bastava respirar 
a tua pele molhada de sereia. 
Bastava, sim, encher o peito de ar. 
Fazer amor contigo sobre a areia. 


in “Português Suave”
*
POEMA SEXAGÉSIMO OITAVO
*
A poesia liberta
para o amor
se não há sonhos inúteis. Posso
amar pessoas, cidades, campos, livros e limites.
Posso, até, amar o ódio. Mas devo
amar o amor.
Todos somos camponeses, mas alguns
não conhecem as forquilhas, outros,
nunca viram florescer um livro.
Leitor,
será que tu amas as palavras,
ou pensarás talvez
que são simples instrumentos de trabalho
como a enxada,
a pá,
a foice,
ou a tesoura de podar?
*
in
GUARDAR O FOGO
Editora Edições Esgotadas.