08/04/2015

9.827.(8ab2015.7.7') Neste dia...8abril...vou rELEVAR:UM+ 23.avÔ,PICASSO,Dulce Pontes,telepatia, Brel, D.Afonso Henriques e a fundação de Portugal e a poesia de Joaquim Pessoa:

***
2017
UM+23avÔ
 aRRepiAR-TE
é tão bom provocAR-TE êxtase
perdurAR-TE o praZER
com teSÃO imensa
amAR-TE
realizAR-TE
*
avisAR-TE
ou surpreender-te
mas sempre
encaminhAR-TE para a luxúRIA
fluir-te
celebrAR-TE
VIver-te
***

2016
23.avô
+1 bELO nasCER de dia
vou com certeza
encontrAR-TE
na beleza
de tanta naTUreza
*
que vontade imensa
beijAR-TE
n1 silêncio
sinfónico
*
que bom
foi
desCOBRIR
contigo
por cima de mim
encontrAR-TE
+1x
*
dESPERTAr
10 SENTIR
n1 mar de bELO
formoso
colorido
*
gosto de estar só
para acompanhar
+ e melhor
***
2016...memórias deste dia:
s.MARtinho by Fernanda Matias

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1582051455456565&set=gm.10154191771133969&type=3&theater
*
21h
AGeral de Sócios do CCCela...
*
Max Raimundo
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1164193536948189&set=a.756091781091702.1073741825.100000726617056&type=3&theater
***
1981
 Lara Li
urge ter o dom da Telepatia...
https://www.youtube.com/watch?v=ScYapmh58dc&list=RDScYapmh58dc&nohtml5=False
***
1973
morreu Pablo PICASSO
 1 vivaaaaaaaaaaaaaa à sua obra: "O Beijo é um delicioso truque que a natureza criou para interromper a fala quando as palavras tornam-se supérfluas..."
"Eu não Procuro…Descubro…"
"Desperta teus sentidos para que não percas tudo de belo e formoso que te cerca. Apaga a cinza de tua vida e acende as cores que carregas dentro de ti."
"A pintura nunca é prosa. É poesia que se escreve com versos de rima plástica."
"Em arte, procurar não significa nada. O que importa é encontrar."
"Não se pode fazer nada sem a solidão".

http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/04/78069abril2014818-pablo-picassomorreu-8.html
***
1969
Dulce Pontes
https://www.youtube.com/watch?v=E6tUxWmnAe4&list=RDE6tUxWmnAe4#t=3
***
1929
Jacques Brel
https://www.youtube.com/watch?v=Vz6r0TP4FBI&list=RDVz6r0TP4FBI
***
1320
rei D. Pedro I
a história de Pedro e Inês...Muito blá-blá...O vazio reina em Alcobaça que vos abRRaça... 
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/01/942117jan20151322-cdu-via-vereadora.html
***
1153
 carta de doação dos Coutos (e Alcobaça) a Bernardo de Claraval, a 8 de abril de 1153
D.Afonso Henriques doou as terras d' Alcobaça...e a fundação de Portugal
A importância PortugALCOBAÇA que vos abRRaça...
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/09/881230set2014717-2016300-anos-da.html
e
8abr1153
Bruno Januário: "Aos dias 8 de Abril de 1153 D. Afonso Henriques o Primeiro de Portugal e a Nossa Rainha D. Mafalda fazem a doação em carta aquilo que seria os Coutos de Alcobaça....
Tradução abaixo do documento! Arrepiante e que TODOS os Alcobacenses o leiam!"
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10205466316470844&set=gm.847740488637751&type=1&theater

***
 e a poesia de Joaquim Pessoa:
(introdução à Antologia)
Não escolhi mais que
fazer versos. Densa prática
de construir ruínas. Nem
sinais de alegria ou de fadiga,
apenas isto: escolher-me
cantando sem domínio. Escrever
versos, fazer a injustiça de
ter um dia poemas
escolhidos.
GUARDAR O FOGO,
104 inéditos e uma Antologia:
Editora Edições Esgotadas.
*

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=832022436832921&set=gm.919200984788679&type=1&theater
Dia 63.

Sobrou a minha culpa. Agora resta ouvir o que tenho para
me dizer. Estou ofendido comigo mesmo. Noite e dia, a
qualquer hora, procuro libertar-me desse arbusto escuro
que tenho enraízado no coração e, ao longo do cansaço,
praticar a lição mais humilde, como a do camponês que 
sabe que se estafa por uma colheita pobre. Por enquanto, 
a esperança é como um cenário pintado, frágil, perdido no
tempo.
Mais luz, mais luz, em vez de ar. Preciso apenas de luz 
para viver, para respirar-te. Esvoaçam na minha lembrança
os teus dedos iluminados e, sobre a minha pele, pequenos
pássaros brancos afastam-se a caminho do sul.
Há veredas no vento que ainda se lembram de nós, 
permanecem perfumadas com os nossos corpos e 
surpreendidas com os nossos beijos. Mas sinto-me agora 
prisioneiro, com o peso da culpa estatelando-me de costas 
contra a terra, fixando a noite e o céu, procurando os 
contornos do teu rosto, que não consigo enxergar.
Já não te encontro em mim, nem longe de mim. Não é mais
que um pequeno consolo, constatar que as estrelas têm um
sorriso parecido com o teu.
in ANO COMUM
2ª Edição, Edições Esgotadas 2013 

**

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=646557135487687&set=pcb.918895018152609&type=1&theater
Estou mais perto de ti porque te amo
Os meus beijos nascem já da tua boca .
Não poderei escrever teu nome com palavras
Tu estás em toda a parte e enlouqueces me.
Canto os teus olhos mas não sei do teu rosto.
Quero a tua boca aberta em minha boca.
E amo te como se nunca tivesse amado
Porque tu estás em mim mas ausente de mim.
Nesta noite sei apenas dos teus gestos
E procuro o teu corpo para alem dos meus dedos.
Trago as mãos distantes do teu peito.

Sim,tu estás em toda a parte. Em toda a parte.
Tão por dentro de mim. Tão ausente de mim
E eu estou perto de ti porque te amo.