24/04/2015

9.961.(24ab2015.7.22') Neste dia...24abril...vou rELEVAR: UM+39.avÔ,preparativos para o DIA DA LIBERDADE, Marselhesa, Barbra Streisand e a poesia de Joaquim Pessoa

***
2017
UM+39.avÔ
urge ir ao fundo-do-fundo
urge saber ouVIR
        o que é difícil transMITIr
URGE CONSEGUir ler o ÂMAgo
      de quem está próximo
***
2016
39.avÔ
acorDEI
Não gosto de magoar ninguém
e sem querer
               magoei
*
urge floRIR
a vida
Hj vou melhorar as floreiras
da nascente da minha casa
vou colorir mais e melhor
o alçado da minha casa
3 vasinhos chegarão depois da caminhada matinal
*
Estar aqui
a escreVIVER
olhar a rua
e o verde
              bonito da hortelã
                                     destaca-se
a rodear os cravinhos
                               vermelhos
depois um voo dançante duma andorinha
e outra
*
13.33.31"
A Dona Ermelinda de Palmela
atordoou-me
completamente
*
2.22.2"
eu tb desejo tanto encontrAR-TE
**
1792
"A Marselhesa", composta por Rouget de Lisle, é cantada pela primeira vez.
https://www.youtube.com/watch?v=lu3eSNi__4w
***
1942
Barbra Streisand
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10203081546153951&set=a.2185408529143.90481.1664920033&type=1&theater
***
1974
preparativos para a revolução
"E DEPOIS DO ADEUS"
https://www.youtube.com/watch?v=NN3kSHMvW-w
e a Carmen Jácome faz bela obra:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10203081546153951&set=a.2185408529143.90481.1664920033&type=1&theater
***
2012
morre Miguel Portas
***
e a poesia de Joaquim Pessoa


https://www.facebook.com/ALuaVoa/photos/a.746679182114157.1073741828.746659858782756/766475743467834/?type=1&theater
Dou-te as minhas palavras como te dou a nudez das minhas mãos 
ainda jovens. Nelas encontrarás a matéria ruim da inquietação, o
secreto território onde se despem as noites, mas também os dias
claros pelo entusiasmo da luz, e o madrigal da liberdade que é o
coro dos pássaros, dos felizes, dos que mastigam alegria.
Dou-te as minhas palavras porque mais não tenho para dar-te. 
E delas faço um hino ao que procuro, através da fala, através da
escrita, através do amor: a minha limitada perfeição.
* in O POETA ENAMORADO

**

https://www.facebook.com/112890882080018/photos/a.114014221967684.7650.112890882080018/829073413795091/?type=1&theater
in OS OLHOS DE ISA (1980), in 12 POEMAS - ANTOLOGIA POÉTICA (Litexa, 3º Ed., 1989)

NÃO VOU PÔR-TE FLORES DE LARANJEIRA NO CABELO 

Não vou pôr-te flores de laranjeira no cabelo
nem fazer explodir a madrugada nos teus olhos.

Eu quero apenas amar-te lentamente
como se todo o tempo fosse nosso
como se todo o tempo fosse pouco
como se nem sequer houvesse tempo.

Soltar os teus seios.
Despir as tuas ancas.
Apunhalar de amor o teu ventre.

Fotografia de ©Carly Short Photography
*(LT)

**

https://www.facebook.com/peres43/photos/a.459037020841966.1073741825.280361908709479/1040682489344080/?type=3&theater
A tua beleza está no meu desejo, 
nos meus olhos, 
na minha desigual maneira de te amar.
És linda, repito.
Mas tenta não encarar o que te digo como um elogio.