29/04/2015

7.265.(29ab2015.7.7') Neste dia...29abril...vou rELEVAR: UM+44.avÔ, Dia Mundial da dança, Dia da Imunologia, Jaime Cortesão, Nana Caymmi, Nuno Júdice, Alfred Hitccock, Gonzaguinha,Galbraith e a poesia de Joaquim Pessoa:

***
2018
2/44aVÔ
VOAR sobre ti
a nAVEgAR-TE
a rasAR-TE
a CERejAR-TE
a desejAR-TE
a abocanhAR-TE
a clareAR-TE
de ponta-a-ponta
com 2.222 abRReijinhoooos
principalmente
nos teus mamilinhos
oprimidos
***
2017
UM+44avÔ
corAGIR
aMAR
começar a amAR-TE
em cada agHORA
que perDURE
nesse precioso
instante
que se VIVE
PORQUE
o que passou
já está
e o porVIR
é tão longínquo
***
2016
44.avÔ
corAGIR
             de corAGEm
com td a genica
e imensa determinAÇÃO

asSIM
        vou supe(RR)rar
        as adVERsidades

estou inundado de auto-estima
num mar de confiança
*
Eu sou uma multiplicidade de seres
Sou criança, teen ager e velhote
Sou um mar de povo de várias matizes

Num barco à vela
alinhado com a aragem que sopra
sendo muito raro haver ventania.tempestade

a ser feliz
a amar.trabalhar.aprender
a sonhar.envolver.construir
com pessoas próximas e longínquas

mas tb a abRRaçar flores, pedras, árvores, águas
da bela natureza que m' invade
***
2018...para memória futura
em Braga, Irina recomenda a Sol e o Fernando
Foto de Espaço Vita.

Murmúrios de Pedro e Inês

http://espacovita.pt/eventos/murmurios-pedro-ines/
https://www.facebook.com/espacovitabraga/photos/gm.190314805063912/1834300146589381/?type=3&theater
***
2011....memórias deste dia:
 hoje o sol está doMINAdo pelas nuVENS e pela chUVA...mas tenho alternACTIVA coloRIda
 https://www.youtube.com/watch?v=FvNQbSg7MP8
*
reNOVO o NAVEgar num bARCO inunDADO florIR...
1 MAR de papoilas no blogue da 
saudosa Prof.ª Amélia Pais:
http://barcosflores.blogspot.pt/
***
2017...memórias deste dia:
21.30' CCBenedita
"Na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma", são assim os LAVOISIER .
A dupla de músicos, que integrará o AO TEATRO! Festival a 29 de abril, adotou o nome do químico francês e seguiu o seu princípio, pegando em músicas do cancioneiro português e transformando-as.
Não percam este concerto, é mel para os ouvidos, é água de beber, é alecrim aos molhos!
Lavoisier | concerto
*
festas da Vila de Aljubarrota
 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10206996562947301&set=a.1498225190366.55274.1676232407&type=3&theater
***
2016...memórias deste dia:

 5.44.5"...AMARelo...amarELO...dançante...AMAnhã tb é dm da dança!!!
 hj é para dançar td o dia....Saúdo quem dança e baila, com gosto, animando a sua vida e a dos outros...1 vivaaaaaaaaaa às associações que a desenvolvem como a do HCTurquel... 1 saudação especial à Academia de Dança d' ALCOBAÇA (que vos abRRaça)
 https://dionisopunk.files.wordpress.com/2016/04/yellow-dance.gif
*
https://www.facebook.com/academiadalcobaca/photos/a.183522561731791.47856.162735820477132/979444068806299/?type=3&theater
***
2015...MEMÓRIAS DESTE DIA:
PAREdes da VITÓRIA
foi asSIM...+1 bELA fotogravAÇÃO...paREDES da VITÓRIA...Pataias.MARtingança...d'ALCOBAÇA que vos abRRaça...1 dois...o nosso...a ribeira faz um 2...a desAGUAr no mar...a que tem caudal firme...sempre...contiNUAdamente a ser a mesma...da nascente à foz...ontem mergulhou no oceano, doce, no sal imenso, n1 sunset espantoso...o leão...companheiro d'aventuras, ali, lado-a-lado...estarrecido com o horizonte fantástico...murmurava: que final de dia MARavILHA
BY jOSÉ pINTO

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1468683093423241&set=a.1378592705765614.1073741828.100008446928071&type=3&theater
**
VAMOS LÁ DANÇAR, em voo picado, na BB bela baía de S. MARtinho do Porto d' ALCOBAÇA que vos abRRaça
https://www.youtube.com/watch?v=QgEzwbDVIkI
*
 +1 feito do Carlos Santos...+1 bravíssimooooooooooo....venceu a Taça de Portugal...da Vestiaria d' ALCOBAÇA que vos abRRaça
 http://regiaodecister.pt/noticias/paraciclismo-carlos-santos-conquista-taca-de-portugal
*
 bravíssimoooooooo Guilherme Pina...vai participar no campeonato de mundo 2015 em Kazan...do BeneditaSCNatação...d' ALCOBAÇA que vos abRRaça
 https://www.facebook.com/108078259217245/photos/a.718165111541887.1073741828.108078259217245/994672810557781/?type=3&theater
***
2014...memórias deste dia:
 é o que aconTECE a quem resolve adormecer, à sombra, nos troncos das árvores...22-2-22" é aquele instante de partILHArr Álvaro de Campos ...
“Estou cansado, é claro,
Porque, a certa altura, a gente tem que estar cansado.
De que estou cansado, não sei:
De nada me serviria sabê-lo,
Pois o cansaço fica na mesma.
A ferida dói como dói
E não em função da causa que a produziu.
Sim, estou cansado,
E um pouco sorridente
De o cansaço ser só isto —
Uma vontade de sono no corpo,
Um desejo de não pensar na alma,
E por cima de tudo uma transparência lúcida
Do entendimento retrospectivo...
E a luxúria única de não ter já esperanças?
Sou inteligente; eis tudo.
Tenho visto muito e entendido muito o que tenho visto,
E há um certo prazer até no cansaço que isto nos dá,
Que afinal a cabeça sempre serve para qualquer coisa…”

 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2012/02/54688fev20121441-1-pitadinha-de-alvaro.html
*
 a porCaria DO GOVERNO psd.cds...ontem foi aprovada na AM uma moção contra o fim das maternidades das Caldas e de Leiria...mas NÃO É SÓ MATERNIDADES...PELA NOSSA SAÚDE...temos que nos mobilizar tds!!!
 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/04/792729abril20141717-pela-nossa-saudeuma.html
*
 para a luta com convicção é preciso boa informAÇÃO:
"O governo PSD/CDS, a “troika” e os seus defensores quer nos órgãos de comunicação
social quer fora deles, têm desenvolvido uma gigantesca operação de manipulação e de
engano da opinião pública procurando fazer crer aos portugueses que a situação atual do
país é muito melhor do que aquela que existia quando, em Março de 2011, tomaram conta
do poder, já que foram criadas as condições que permitem a recuperação da sua
economia e o país desenvolver-se. Falam mesmo de uma “saída limpa” procurando levar a
opinião pública a pensar que agora o país está liberto dos obstáculos que, no passado,
impediam o seu crescimento económico e desenvolvimento (recorde-se, a este propósito, o
simbolismo do relógio de Paulo Portas). Infelizmente a realidade é muito diferente daquela
que têm pintado, como mostram os dados do próprio Banco de Portugal..."

 http://www.eugeniorosa.com/Sites/eugeniorosa.com/Documentos/2012/18-2014-saida-nao-limpa.pdf
*
 ontem foi DMsoRRiso...hj tb é...soRRiam com td a genica!!!
 "O sol é para as flores o que os sorrisos são para a humanidade."
Joseph Addison
 https://www.facebook.com/AssociacaoDePalavras/photos/a.208744795827377.46981.208450935856763/661965977171921/?type=3&theater
***
2011...memórias deste dia:
 os eleitos da CDU na AM d' alcobaça prestam contas da Assembleia que acabou de madrugada, às 2h!!
*
 Joaquim N relembrou e aí está com aquel' abRRaço
 https://www.youtube.com/watch?v=BdHbQBvgyQ0
***
 Dia Mundial da Dança
"Perdido seja para nós aquele dia em que não se dançou nem uma vez! E falsa seja para nós toda a verdade que não tenha sido acompanhada por uma risada!"
Friedrich Nietzsche
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/04/792229abril2014717-29abril-dia.html
*
Let's dance
https://www.youtube.com/watch?v=N4d7Wp9kKjA&list=RDN4d7Wp9kKjA
***
Dia de Imunologia
https://www.youtube.com/watch?v=sRtgB_pXAus
***
1429
Joana D'Arc entra na cidade de Orleães, França, reivindicando vitória sobre as forças inglesas.
https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1920332218038214&id=107358489335605
***
1826
D. Pedro IV de Portugal outorga a Carta Constitucional
Após a morte de D. João VI, a 10 de março de 1826, D. Pedro, legítimo herdeiro do trono de Portugal, sendo detentor da Coroa imperial brasileira, era considerado um estrangeiro, o que, pelas leis então vigentes quanto à sucessão do trono, o tornava inelegível para o trono português.
A regência, nomeada em 6 de março de 1826, apenas quatro dias antes da morte do rei, na pessoa da infanta D. Isabel Maria, declara D. Pedro Rei de Portugal. A situação, porém, não agradava nem a portugueses nem a brasileiros. Em Portugal, muitos defendiam a legitimidade do trono para D. Miguel, irmão de Pedro.
D. Pedro procurou uma solução conciliadora. Assim, após outorgar a Carta Constitucional a Portugal (29 de abril de 1826), abdicou em favor da sua filha D. Maria da Glória, na dupla condição de esta desposar o seu tio D. Miguel e de este jurar a Carta.
A Carta Constitucional da monarquia portuguesa baseou-se na Constituição brasileira que, por sua vez, se inspirara na Carta francesa de 1814, apoiando-se esta no sistema britânico. Há ainda, nalguns artigos, influências da Constituição de 1822. Pela sua natureza moderada, a Carta representou um compromisso entre os defensores da soberania nacional adotada na Constituição de 1822 e os defensores da reafirmação do poder régio.
O documento estipulava um sistema monárquico, de titularidade hereditária, em que ao rei caberia a responsabilidade última do poder executivo e uma função de moderação na sociedade; divulgava a abdicação de D. Pedro; definia os princípios gerais de administração do reino, prevendo a separação dos poderes (distinguindo-se os poderes legislativo, moderador, executivo e judicial); e garantia os direitos dos cidadãos, no tocante à liberdade, à segurança individual e à propriedade.
A Carta Constitucional teve três períodos de vigência.
O primeiro decorreu entre 31 de julho de 1826 e 3 de maio de 1828, data da convocação dos três estados do reino por D. Miguel, em oposição à Carta.
O segundo período iniciou-se em 27 de maio de 1834, com a Convenção de Évora-Monte, que pôs termo à guerra civil entre os absolutistas de D. Miguel e os liberais de D. Pedro. A vitória destes repôs a Carta. Este período prolongar-se-ia somente até 9 de setembro de 1836, quando a Constituição de 1822 foi reposta pela revolução de setembro, até redação da nova Constituição (o que viria a acontecer em 1838).
O terceiro período de vigência iniciou-se com o golpe de Estado de Costa Cabral no Porto que proclamou a restauração da Carta em 27 de janeiro de 1842. Oficialmente, a Carta reentraria em vigor em 10 de fevereiro de 1842. Este período de vigência apenas terminaria em 5 de outubro de 1910, com a revolução republicana.
Durante este longo período de vigência, a Carta foi alvo de três revisões - os Atos Adicionais de 1852, 1855 e 1896.
Carta Constitucional. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014.
www.parlamento.pt
wikipedia (imagens)
https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1920336818037754&id=107358489335605
***
1884...Jaime Cortesão: "Indivíduo e Colectividade
Uma antiquada concepção, cuja carreira não terminou de todo em Portugal, faz constituir a história na evocação dos homens e dos eventos singulares, faustosa galeria de retratos e painéis de batalhas, a que se acrescenta quando muito o quadro das instituições. Dir-se-ia desta sorte que os factos de ocupação do solo e agrupamento da população, as variações do regime económico, a elaboração de um espírito colectivo, os movimentos e transformações da massa, isto é, os factos própriamente sociais não têm importância na vida da sociedade. Longe de nós negar a parte da criação individual na história. Mas todas as nações, antes de atingirem a sua definição política suprema, atravessam um demorado período de formação, onde ocultam quase exclusivamente esses factos gerais.
A consciência de uma solidariedade e de um ideal colectivo, o sentimento e a ideia de uma pátria elaboram-se lentamente através desses movimentos de grupos e das lutas entre eles suscitadas. E por via de regra os grandes homens são tanto mais representativos quanto melhor encarnam e orientam as aspirações colectivas."

in "História do Regime Republicano em Portugal"
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/04/792129abril201477-hj-e-dia-de-jaime.html
***
1941
Nana Caymmi
https://www.youtube.com/watch?v=2Bnv7Q8gpOg&list=RD2Bnv7Q8gpOg
***
1949...Nuno Júdice: "O que perdi nessa noite, disse-lhe, foi a possibilidade de associar uma beleza terrena ao infinito que se abria à minha vista quando, no intervalo dos seus cabelos, o céu me surgira."
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/04/782112abril20141852-nuno-judice.html
***
1980...morreu  Alfred Hitchcock...
1 vivaaaaaaaaaa à sua obra
https://www.youtube.com/watch?v=crWsGM_u894
*
http://estoriasdahistoria12.blogspot.pt/2018/04/29-de-abril-de-1980-morre-alfred.html
***
1991...morreu  Gonzaguinha
1 vivaaaaaaaaaaaa ao seu legado
https://www.youtube.com/watch?v=Ku3wUl6SGxE&list=RDKu3wUl6SGxE
***
2006...morreu John Kenneth Galbraith - economista...
1 vivaaaaaaaaaaa à sua obra: "A maneira como os bancos ganham dinheiro é tão simples que é repugnante."
 "A riqueza tem as suas vantagens, já a pobreza, embora tenha feito algumas tentativas nesse sentido, nunca provou ser vantajosa."
"Ser banqueiro é uma carreira da qual ninguém se restabelece completamente."
"Nada é tão admirável em política quanto uma memória curta."
"Um dos grandes segredos da sabedoria económica é saber aquilo que se não sabe."
"O inimigo da sabedoria convencional não é ideias mas a marcha dos acontecimentos."
"Se tudo mais falhar, a imortalidade pode sempre pode sempre ser assegurada por um erro espectacular."

 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/10/909714outu201577-john-kenneth-galbraith.html
***
 e a poesia de Joaquim Pessoa:
2014
 no dia 29 d'abriLIBERDADE
Dia 135 (excerto)
É quando avisto ao longe, sobre os bancos dos canais onde
antes viviam as ostras, os borrelhos, as garças e os flamingos,
que o meu coração espera por ti como se viesses do outro lado
do rio, do outro lado do mundo, do outro lado da esperança.

No meu espírito nada está tranquilo. Estou cheio de paixão pe-
la terra, pelo mar, pelas estrelas. E pelos teus grandes olhos
amendoados e comovidos, mas sem lágrimas.
Eles recordam-me que é dentro de ti que eu moro.
É dentro de ti que sei voar. E de dentro de ti partirei para mor-
rer um dia, como as aves que em breve abandonarão os juncais
para cumprir o seu destino, deixando para trás uma felicidade
tola e breve, tão breve e tola como será sempre, e para sempre,
o futuro.
*
in ANO COMUM, 2.ª ed.
Editora Edições Esgotadas, 2013.
*
  in AMOR COMBATE ( Litexa, 1977)

MEU CANTO

Meu canto. Uma guitarra portuguesa.
Dedilhada no sangue até doer.
Doze cordas de mágoa e de tristeza.
E a pátria toda inteira por haver.

Por ela ergo a pena. E não me rendo.
E não me calo. E solto os meus cavalos
que a trote ou a galope vão correndo
sem que nada ou ninguém possa amarrá-los.

E vingo a minha rosa. A minha espada.
O poeta não dorme quando há tanto
desengano na pátria amordaçada.

Não é a doce voz. Não é o pranto.
Nem flor de verde pinho desbotada.
A luta do meu povo é o meu canto.

*
Óleo s/ tela, por ©Detha WATSON

*

(LT)
 https://www.facebook.com/quem.le.sophia.de.mello.breyner.andresen/photos/a.114014221967684.7650.112890882080018/670145026354598/?type=3&theater
*
Dia 170. (excerto)
*
Por mais que os meus sentidos procurem um sentido,
o dia de hoje é um grande etcetera. Sinto até a minha
sombra fatigada e, ao contrário do que é costume,
não é com olhos ardentes nem com um novo fogo que
dispo a manhã ou pronuncio o meu nome.
Veio à lembrança uma fotografia que me tiraram em
miúdo, com várias pombas poisadas sobre os meus
braços.
Eu adorava essa fotografia, que se perdeu, que voou
no tempo como as pombas. E a verdade é que me sin-
to apenas um menino de dez anos, com os braços va-
zios, a quem ninguém quer tirar uma fotografia.
Hoje preciso mesmo de ti.
*
in
ANO COMUM, 2.ª ed.Editora Edições Esgotadas.
**
Dia 271. (excerto)
*
Não sei que mãe pariu a liberdade, não sei se as estrelas
se ajoelham, sei, isso eu sei, que os meus olhos seriam
capazes de vigiar o mar, todo o mar, se esse fosse o teu
pedido. As montanhas que brilham ao sol têm todas um
lado sombrio e eu amo os dois lados, a minha espada es-
tá cravada na linha que divide a luz da sombra.
*
in
ANO COMUM, 2.ª ed.
Editora Edições Esgotadas.
**
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=842022735832891&set=gm.930458023662975&type=1&theater
Dia 290

Beijar-te é a forma mais doce de sorrir.
in ANO COMUM 2ª ed.
Editora Edições Esgotadas