05/03/2015

9.687.(5mar2015.7.55') Neste dia...6março...vou rELEVAR: 355.avÔ, 96.º PCP, Gabriel García Márquez, Julius e Ethel Rosenberg, Traviata, Agnes Carlsson, Pearl Buck, David Gilmour,Terapia da Fala, Igualdade salarial e a poesia de Joaquim Pessoa:

2017
355.avÔ
faZER emocionAR-TE
                 serenAR-TE
                  provAR-TE
            não falhAR-TE
AI a emoAÇÃO é essencial
*
20h.jantar do 96º do PCP
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/02/754317fev201477-93-do-pcp-sera.html
***
2016...face traz-me memórias deste dia:
95.º...Avanteeeeeeeeeeeeeeeeee cAMARadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
https://www.youtube.com/watch?v=90TJ6geLBlY&list=RD90TJ6geLBlY
*
6MAR2016...bom domingo para tds...d' ALCOBAÇA que vos abRRaça...
1 dia teremos 1 ligAÇÃO esplêndida entre o Mosteiro, a sala de visitas, a travessa da cadeia (bem animada) e chegamos ao castELO e teremos 1 magnífico espaço para conVIVER e...urge imAGInAÇÃO
by José Eduardo Oliveira
Foto de José Eduardo Oliveira.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10204515713127430&set=a.1029365188983.3914.1670949754&type=3&theater
*
+1 bravíssimooooooooooo: A equipa de seniores femininos da URBÁRRIO, d' ALCOBAÇA vai ter ouro ou prata porque vai à final da Taça Distrito de Leiria...
;aceirinha ou Arcuda?
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=167877129928566&set=a.127739907275622.21661.100001188413973&type=3&theater
*
s.Martinho do porto by Luis Silva

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10208412884897140&set=gm.986267588134129&type=3&theater
*
by Fátima Lorvão

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1118233644887946&set=a.616974885013827.1073741825.100001039636909&type=3&theater
*

https://www.facebook.com/alcobacaclube.ciclismo/photos/a.887896847916233.1073741828.887405764632008/1010770035628913/?type=3&theater
*
praia da Falca, de Pataias-MARtingança, d' ALCOBAÇA que vos abRRaça
by Graça Silva
Foto de Graça Silva.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1052932238083585&set=a.211013438942140.52240.100001004569506&type=3&theater
*
1 bravíssimooooooooo para a Bárbara Clérigo...almejou prata .no Campeonato Nacional de Karaté Sub-21...e foi 4.ª nos seniores!!! de São Martinho do Porto...d' ALCOBAÇA que vos abRRaça...
do Sporting Clube de Portugal!!!
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1252040711477516&set=gm.1235008219888708&type=3
*
ontem foi 1 sucesso a estreia do BEM AMADO...no CCbenedita d' ALCOBAÇA que vos abRRaça..temos 3 hipóteses de ver: 12 e 19 mar ... e 15ab no ctalcobaça...+1 espectáculo do extraordináRIO grupo. GAMBUZINOS com 1 pé de fora...
By Sérgio Paciência
Foto de Cláudia Almeida.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10208587835674094&set=a.10203692281768306.1073741844.1255312881&type=3&theater
*
13h
Hj há almoço comemorativo do 95.º PCP
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/02/754317fev201477-93-do-pcp-sera.html
*
hj em Alpedriz, d' ALCOBAÇA que vos abRRaça, há almoço solidáRIO...
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1005492309511972&set=gm.514949045333123&type=3
*
5MAR2016...1 multi-postal de s.MARtinho do porto, d' ALCOBAÇA que vos abRRaça
by Ana Maria Ribeiro
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=446542702204993&set=gm.10154072070908969&type=3
*
5MAR2016...a GRALHA...praia selvAGEm d' ALCOBAÇA que vos abRRaça...da freguesia de s.MARtinho do porto
by Ana Maria Ribeiro
Foto de Ana Maria Ribeiro.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=446542948871635&set=gm.10154072071818969&type=3&theater
*
hj em ALCOBAÇA que vos abRRaça...Urge PEDALar..
https://www.facebook.com/alcobacaclube.ciclismo/photos/a.887896847916233.1073741828.887405764632008/1010770035628913/?type=3
***
2015...face traz-me memórias deste dia:
Rogério Manuel Madeira Raimundo com um poema original de José Palma Rodrigues escrito na toalha de papel.
by João Paulo Raimundo
Foto de Joao Paulo Raimundo.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=867347419955430&set=a.820444801312359.1073741826.100000405416918&type=3&theater
*
94.º do PCP...
soneto do grande poeta José Palma Rodrigues... 
(Hj com certeza presentear-nos-á com outro bELO soneto...)
Estão próximos os cem
Servindo sempre o povo português
E sempre sim ou não, nunca talvez
Defende toda a gente...é de ninguém
*
O povo sabe há muito e sabe bem
Que o rico esmaga o pobre muita vez
Lá está o PCP sem altivez
Procurando ajudar o que não tem.
*
Partido Comunista Português
São 94 anos a que vocês
Têm dado muito apoio na verdade
*
Havendo de conquistar talvez um dia
Aquilo que este povo bem queria
O que foi prometido: - a Liberdade!

***
2014...face traz-me memórias deste dia:
Embaixadores d'Alcobaça que vos abRRaça... O talentoso tubista Sérgio Carolino está na China...SAMarionetas depois do Irão, Brasil, foram hj para a Turquia!!! Bons espectáculos e belas viagens!!!
*
o CCCela (d'alcobaça que vos abRRaça) vai assinalar o DIMUlher com jantar festa sábado 8...em abril fará uma excursão...em ambos os eventos os homens só trabalham ( na cozinha, na música, no serviço à mesa ou na condução..)...Inscrições: vá ao CCCela beber 1 cafézinho e ...
*
Hj temos em Alcobaça o novo diretor do AVANTE:Manuel Rodrigues!...no jantar do 93º anivº do PCP...
*
hj é dia do semanário Região de Cister, d'ALCOBAÇA que vos abRRaça...HOJE É GRATUITO!!!..
Novo proprietário: Banda de Alcobaça...Novo diretor: Joaquim Paulo...Saudações para td a equipa!!
*
e depois d'enterro do carnavALCOBAÇA que vos abRRaça, depois 1a semana foliona, a calmaRIA e o solllllllllllllllllllllllllllllll...bnoiteeeeeeeeeeeeeeeee
by Chefe Silva
Foto de Chefe Silva.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=787293754634409&set=a.717798801583905.1073741825.100000613753690&type=3&theater
*
PCP na linha certa...
http://www.pcp.pt/este-governo-continua-mentir-aos-portugueses
***
2012...face traz-me memórias deste dia:
hj x AQUI I'll stand...aqui com Glee Cast...
https://www.youtube.com/watch?v=--lw9yST1g0
*
hj x AQUI...I'll stand by you...agora com a Carrie
https://www.youtube.com/watch?v=-Y4lYF3Ic_E
*
há que pupilar com Vinicius...Há que dar..." a vida só se dá pra quem se deu..."
"Quem já passou por essa vida e não viveu 
Pode ser mais, mas sabe menos do que eu 
Porque a vida só se dá pra quem se deu
Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu 
Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não
Não há mal pior do que a descrença
Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão
Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair
Pra que somar se a gente pode dividir
Eu francamente já não quero nem saber
De quem não vai porque tem medo de sofrer
Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão
Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não"

Foto de A Sinceridade No Olhar Diz Tudo!
https://www.facebook.com/sinceridade/photos/a.182101698470404.51416.130670946946813/399711893376049/?type=3&theater
***
2011...face traz-me memórias deste dia:
paraBÉNS ao meu partido e a tds os que nele e com ele querem um Portugal com democracia avançada, onde impere a justiça, a liberdade, a paz, a educação e o pleno emprego!!!
*
+1exemplo da luta consequente do PCP
recibos verdes falsos...PS+PSD+CDS estiveram no outro lado...
***
Dia nacional da Igualdade Salarial
...Política de direita que, nos últimos três anos – a pretexto da crise, do défice das contas públicas e da dívida –, assente no empobrecimento generalizado dos trabalhadores e da população portuguesa é responsável pelo aumento do número de mulheres que estão impedidas na prática de exercer direitos fundamentais conquistados após o 25 de Abril e plasmados na Constituição da República Portuguesa:
- Mulheres que integram o exército de trabalhadores que estão a ser despedidos, forçados ao desemprego, sem direito a emprego estável e a um salário digno, que caem nas malhas da precariedade laboral, das empresas de aluguer de mão-de-obra, ou na economia clandestina;
- trabalhadoras que «acumulam» trabalhos para ao fim do mês, sem quase verem os filhos, receberem um salário de miséria;
- trabalhadoras do comércio e das grandes superfícies que trabalham sábados, domingos e feriados como se a sua vida pessoal e familiar não tivesse qualquer valor;
- enfermeiras penalizadas pela desregulação dos horários de trabalho que atenta contra os seus direitos laborais e que põe em causa o direito a conciliarem a vida familiar e profissional;
- trabalhadoras da Administração Pública, local e central, a quem são impostos uma brutal redução de salários, a anulação de direitos de protecção social e o aumento do horário de trabalho;
- milhares de mulheres que são consideradas «velhas demais» para obter emprego estável e «novas demais» para se reformar;
- milhares de mulheres que esticam pensões de miséria para alimentarem e cuidarem de pais, filhos e netos;
- trabalhadoras de diversas idades e qualificações e de diferentes sectores de actividade que são penalizadas pelos baixos salários, pelas discriminações salariais, directas e indirectas, pela desvalorização das suas competências e saberes;
- mulheres que, em desespero, são atiradas para a prostituição e que alguns pretendem associar a acto de livre escolha, ou a designar como prostituição consentida;
- aumento de outras formas de violência sobre mulheres, crianças e idosos em resultado do aumento das situações de desespero face à ausência de saídas para a situação de carência económica em que se encontram milhares de famílias e do aumento dos problemas de saúde mental.
As recentes promessas do actual Primeiro-Ministro em torno das políticas de natalidade ocultam que a política de direita é responsável pelo desrespeito pela função social da maternidade e paternidade e pelo incumprimento dos direitos que lhe estão inerentes.
Promessas que, cinicamente, colidem com uma realidade marcada:
- Pela desregulação e aumento dos horários de trabalho, pela intensificação dos ritmos de trabalho que impedem a efectivação do direito dos trabalhadores a serem mães e pais com direitos, e sem tempo para o apoio aos filhos ao longo do seu crescimento;
- pela redução dos salários e dos apoios sociais, responsável pelo aumento da pobreza nas famílias e pela pobreza infantil (54,5% das crianças que vivem em famílias com rendimentos inferiores a 628 euros);
- pela negação às mulheres da liberdade de decidir o momento e o número de filhos que desejam ter. Jovens que são discriminadas no acesso ao primeiro emprego porque podem decidir engravidar; crescentes pressões económicas e laborais para as trabalhadoras não gozarem a licença de maternidade na totalidade; trabalhadoras em situação precária sem direito à licença de maternidade;
- pela falta de vagas em creches, infantários e noutros equipamentos de apoio à família, como resultado da privatização da rede de equipamentos sociais e pelas mensalidades elevadas para as famílias das classes trabalhadoras e populares;
- pela destruição da universalidade do abono de família a crianças e jovens e pela redução de um conjunto de apoios sociais à maternidade e à família.
A demagogia do Governo em torno da «natalidade» esconde a defesa de políticas públicas alicerçadas no regresso a concepções retrógradas, ou seja transferir a responsabilidade da renovação das gerações exclusivamente para a família e para a mulher, e na desresponsabilização do Estado, das entidades patronais e de toda a sociedade para com a função social da maternidade e da paternidade.
Em defesa da igualdade ampliar a luta das mulheres, demitir o Governo, derrotar a política de direita.
Por tudo isto o PCP apela às mulheres para que assumam, com confiança e determinação, a luta em defesa dos seus direitos, pela sua participação em igualdade porque eles são expressão de justiça social, de defesa de uma conquista que é sua e de toda a sociedade; porque atacar os direitos das mulheres é pôr em causa os direitos dos trabalhadores e do povo português, é atacar o regime democrático.
A exigência das mulheres em viver em igualdade impõe a ampliação da sua luta pela demissão do actual Governo, pela ruptura com a política de direita, como o PCP propõe, para que sejam retomados os valores de Abril no futuro de Portugal e efectivados os direitos de participação das mulheres em igualdade no trabalho, na família, na vida social, política, cultural e desportiva.

http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/03/76025mar139-dimulher-e-as-posicoes-do.html
***
 Dia europeu da Terapia da Fala
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/03/96845mar201577-6-de-marco-e-dia-europeu.html
***
1988
Agnes Carlsson
https://www.youtube.com/watch?v=E-uUwQf2cZE&list=RDE-uUwQf2cZE
***
1973
morreu Pearl Buck
1 vivaaaaaa à sua obra: "Muitas pessoas perdem as pequenas alegrias enquanto aguardam a grande felicidade."
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2016/02/25752fev20161331-pearl-buck.html
***
1951
início do julgamento de Julius e Ethel Rosenberg
 O anti-comunismo nos EUA!!! 1 vivaaaaaaaa aos comunistas e seus aliados em td o mundo!
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/03/96865mar2015744-julius-e-ethel-rosenberg.html
***
1946
David Gilmour dos Pink Floyd
https://www.youtube.com/watch?v=h4XkcAvvFEU&list=RDh4XkcAvvFEU#t=10
***
1927
Gabriel García Márquez: "Não chores porque acabou,
sorri porque aconteceu!"
"A vida de uma pessoa não é o que lhe acontece, mas aquilo que recorda e a maneira como o recorda."
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/04/77847abril2014848-gabriel-garcia-marquez.html
***
1921
 1 vivaaaaaaaaaaaaa ao PCP...96 anos!!!...Álvaro Cunhal: “A natureza de classe de um partido comunista é a raiz da sua criação e existência e um elemento básico da sua identidade.” “As características da natureza de classe do partido afirmam-se com particular relevo na sua independência. Ou seja: na sua ideologia, na sua política, na sua frontal resistência à influência, às pressões, às medidas repressivas do poder do capital. A história e a luta do PCP são inseparáveis da sua independência de classe.” O partido com paredes de vidro”
 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/02/754317fev201477-93-do-pcp-sera.html
***
1853
estreia em Veneza da "La  Traviata" de Verdi
https://www.youtube.com/watch?v=cQa6vXNSPI0
***
1475
Michelangelo Buonarroti
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/03/96865mar2015733-michelangelo.html
***
 e a poesia de Joaquim Pessoa:
2012
Hj x AQUI renovo 1 pitadinha da poesia do mestre Joaquim Pessoa
Estou mais perto de ti porque te amo.
Os meus beijos nascem já na tua boca.
Não poderei escrever teu nome com palavras.
Tu estás em toda a parte e enlouqueces-me.

Canto os teus olhos mas não sei do teu rosto.
Quero a tua boca aberta em minha boca.
E amo-te como se nunca te tivesse amado
porque tu estás em mim mas ausente de mim.

Nesta noite sei apenas dos teus gestos
e procuro o teu corpo para além dos meus dedos.
Trago as mãos distantes do teu peito.

Sim, tu estás em toda a parte. Em toda a parte.
Tão por dentro de mim. Tão ausente de mim.
E eu estou perto de ti porque te amo.

Foto de Nélia B Benevides.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=356497287723221&set=a.191696854203266.46196.100000888586822&type=3&theater
*
2012
hj x AQUI +1 pitadinha do mestre:

Joaquim Pessoa
Toda a alegria brota
de uma escolha: ouvir discos,
ordenar papéis, fazer amor.
O teatro da dúvida tem a porta
aberta. O actor acredita à sua
maneira - o grande actor tacteia -
como madeira ardendo. Meto
conversa, o roupão cai. A nudez
é uma nova máscara. Deixo passar
indignações, as palavras secam
no altar da boca. Mozart
sou eu.
in "Por Outras Palavras".
*
2014
começar bem a quinta...com Joaquim Pessoa
Dia 113. (excerto)
O país do amor não tem horizontes, nem sequer tem horas,
o país do amor não possui caminhos. Está-se lá, apenas. Vi-
ve-se lá, onde todas as perdas são possíveis para ganhar al-
guma coisa de que precisamos, e sem precisar de gostar de-
la. As águas do amor são mais humildes que transparentes,
e a elementar serpente que as atravessa e que arrulha como
uma pomba, é na realidade uma pomba se tu não quiseres
que seja uma serpente. Eu não te invento nas canções, não
te beijo com a saudade que vive na memória das ruínas, e
nem espero por ti com a queixa escondida no peito frio das
muralhas. Onde estou, espero por ti e amo-te. Olho para ti,
e o meu olhar beija-te. Canto, e é a ti que canto.
*
in ANO COMUM, 2.ª ed.
Editora Edições Esgotadas, 2013
Foto de A Tonalidade das Palavras.
https://www.facebook.com/ATonalidadeDasPalavras/photos/a.421058514676900.1073741874.373770402739045/421060054676746/?type=3&theater
Quem Disse que o Teu Nome é uma Espada

Quem disse que o teu nome é uma espada 
e as tuas mãos dois rios transparentes? 
Quem te acordou naquela madrugada? 
O voo da águia? O silvo das serpentes?

Quem sabe que és a minha namorada
e me guardas os beijos mais ardentes?
Quem fez uma canção desesperada
com o sexo dos anjos impotentes?

Ó meu amor, quem foi?, quem foi que disse
que se durante a noite alguém nos visse
fazendo amor de corpos abraçados

nos faria morrer de orgasmo e sede
ou apenas, encostados à parede,
em nome da alegria fuzilados? 

*

https://www.facebook.com/112890882080018/photos/a.114014221967684.7650.112890882080018/812596698776096/?type=1&theater
in OS DIAS NÃO ANDAM SATISFEITOS ( livro em preparação)

TANTO OS MEUS AMIGOS CANTAM

Tanto os meus amigos cantam.
Docemente, como os melros. Amargamente, como os rios.
E cantam, mesmo não cantando.
Cantam dando as mãos.

Vestindo prodigiosas camisas de fogo,
movendo-se como as palavras no poema.

Ah!, como os meus amigos cantam tão profundamente,
tão cheios de amor,
e tão nus diante dos meus olhos
que me apetece cantar com eles.

Os meus amigos cantam poderosamente,
sem dormir. Cantam sorrindo,
fabricando límpidos metais, instantes imensos,
com uma dor paciente.

Por isso cantam, respiram
com os pulmões da terra. E dizem
os nomes uns dos outros. Oferecem alegria.
Encontram-se cantando. Com uma intimidade
cheia de labaredas floridas.

As suas mãos tocam-se antes de acordar.
As próprias mãos cantam. São tremendas.
E levam à boca o canto que é de todos.

Quando cantam, tudo se ilumina, tudo tem
ideias e perguntas. É o cantar de amigo. Canto
de tudo. Até da própria boca.

Cantam
como se partissem sem pressa para os campos
e se demorassem ferozmente no cimo das falésias
para olhar longamente a brevidade do mar,
para beijar o mar, cantando.

Mas o canto sufoca já os meus amigos,
os seus pulmões estão cheios de guitarras
e de pequenas histórias ardendo na carne.

Ah!, como a dor dos meus amigos arde sem alarmes,
arde como a mão do poeta que os escreve
e os traz para a claridade, para as praças defendidas
com o canto, onde a alegria se desenha
lenta e sábia.

Ao lado de uma outra, a voz de cada amigo
é a voz de todos os amigos,
mesmo os que não aprenderam a cantar.

Uma voz que cresce incandescente, plena
de seda e euforias, que torna transparentes
os muros formidáveis e maiúsculos,
que acende a luz compartilhada
de todos os ofícios.

Ah!, sim! Vejam como,
à luz azul de cada amigo,
os meus amigos não param de cantar!
Ilustração: Sending a singing bird to you, por © Crispin Korschen
*(LT e CC)

**

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=815503021818196&set=gm.899111746797603&type=1&theater
DIA 193

Pronto. Lá começa a solidão a mexer, a devorar as larvas
do sol, atraindo a atenção para dentro, descendo, sofrendo, 
embriagando. Até paralisar o coração. E sou uma estátua 
de criança que se alimenta com o tempo, com os odores 
do silêncio repartidos por todos os verões da minha vida e, 
até, todas as demoras que me custaram as poucas moedas 
de sofrimento que tive para gastar.
É nestes momentos que gostava de beijar as minhas próprias
faces, quando neva na tua ausência e o meu sangue é lento e
a nossa primavera não se pode mover.
Como eu gostava de preencher a terra, o ventre azul da terra,
e depois adormecer. Talvez acordasse feliz, despertado pelas
mãos de um camponês, sob os teus olhos que cantam e a 
delicada admiração dos estorninhos.
Só sou verdadeiro onde sou feliz, no meu lugar mágico, 
substantivo, tremendo.
Quando se apagam as luzes da noite é mais noite ainda. 
Como se nos encaminhássemos para a eternidade, para a 
paixão desmesurada pelo silêncio. Então crescem-me os
braços através da linguagem, as palavras adoçam, a cada 
momento, estrelas e frutos de cores limpas e arrebatadas.
E vem aí o verão, outra vez.

*
in ANO COMUM 2ª ed.
Editora Edições Esgotadas

**
Dia 68
Sou prisioneiro.Prisioneiro das minhas qualidades,dos meus defeitos,
das minhas idéias,das minhas convicções,das minhas dúvidas.Prisioneiro
do mundo.Prisioneiro da vida.Prisioneiro das horas e dos dias.Prisioneiro
da ambiguidade,da privacidade e do amor.Prisioneiro de mim.Prisioneiro
dos outros.Nesta enorme cela que é o mundo,quase todos os gestos são
repetidos,quase todos os minutos se reportam a regras.Sou prisioneiro até do meu próprio corpo.O que faço é quase sempre por obrigação,como se me sentisse do avesso.E não me apetece fugir porque não sei fugir,não sei para onde fugir.À minha volta apenas vejo prisioneiros.E guardas.Mas,no fundo de mim,está um espaço guardado,
para que ninguém o veja.Escondido,para que ninguém possa imaginar
que o tenho.É um espaço que há-de um dia ser maravilhoso,ainda que,
agora,não seja mais do que um vazio.Lugar para a liberdade que, secretamente,continua a esperar dentro de mim.

in ANO COMUM