08/03/2015

9.698.(8mar2015.8.8.8") Neste dia...8março...vou rELEVAR: 357.avÔ, DIMULHER, Alberto Caeiro e a poesia de Joaquim Pessoa:

2017
357.avÔ
a doçura do dar
é mt + saborosa
que a do receber
*
mãe
bisavó
avós
nAMORadas
amigas
companheiras
mulher
mulheres
camAMARadas
ai as minhas filhas
ai a mãe do meu neto
ai a minha mulher-paixão-amor
***
2016...face traz-me memórias deste dia:
hj (amanhã tb) é DIMulher...João Paulo Raimundo, pela CDU, propôs moção sobre o DIMulher, a 26fev2016, na Assembleia Municipal:
"MOÇÃO
Dia Internacional da Mulher – 8 de Março
Um dia incontornável no caminho de uma sociedade justa,
livre de desigualdades e discriminações
O Dia Internacional da Mulher está historicamente ligado à luta das mulheres trabalhadoras pela sua emancipação política, económica e social.
Ao longo de mais de um século, desde a aprovação durante a 2.ª Conferência Internacional de Mulheres (Copenhaga) em 1910 de um Dia Internacional da Mulher, são inúmeros os exemplos em que este dia se eleva como manifestação e luta pelas mais justas aspirações das mulheres de todo o mundo, um dia de acção das mulheres pelos seus direitos próprios, contra todas as formas de discriminação.
Os objectivos que estiveram na origem da instituição do Dia Internacional da Mulher mantêm-se actuais: a sociedade em que vivemos é marcada pelo triunfo de desigualdades, pela gigantesca desproporção entre os poucos detentores da riqueza e os muitos milhões de homens, mulheres e crianças que não têm nada. Milhões de mulheres no mundo não têm garantida a sua sobrevivência e dos seus familiares. São as primeiras vítimas dos conflitos armados.
O 8 de Março assume-se pelo facto de transportar para o tempo presente um património histórico de luta das mulheres pela sua emancipação, com reivindicações específicas, que constitui um factor de enriquecimento de uma luta comum a homens e mulheres pela transformação social.
O Poder Local tem tido um papel importante na promoção dos direitos das mulheres, da valorização da sua participação como parte integrante da história das regiões.
Em Portugal, está a ser feito um caminho de recuperação de direitos de grande significado para as mulheres: o aumento do salário mínimo nacional, a reposição dos quatro feriados suspensos, o direito das mulheres à interrupção voluntária da gravidez sem pressões nem condicionamentos, a eliminação das penhoras e hipotecas da habitação em execuções fiscais.
É um caminho de avanços que importa consolidar.
A Assembleia Municipal de Alcobaça, reunida a 26 de Fevereiro de 2016, apela às mulheres para que, com a sua determinação, coragem e confiança no futuro, comemorem o Dia Internacional da Mulher, honrando todas e todos os que lutam por uma sociedade justa, livre de desigualdades e de discriminações."
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/02/965025fev2015722-di-mulher-e-festejado.html
*
a rosácea do Mosteiro d' ALCOBAÇA (que vos abRRaça)...+1 porMAIOR do Visit Alcobaca
Foto de Visit Alcobaca.
https://www.facebook.com/visitalcobaca/photos/a.828468537249214.1073741829.828169270612474/952670874828979/?type=3&theater
*
BRAVÍSSIMOOOOOOO...prata para Tomás Honorio (d'Aljubarrota) d' Associação Peão Cavalgante...d' ALCOBAÇA que vos abRRaça...sagrou-se 07 de março, no Seixal, - Vice-Campeão Nacional Sub20 (rápidas)
Foto de Jose Cavadas.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=786213611428087&set=pcb.786213984761383&type=3&theater
*
praia da Gralha by Fernanda Matias

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1560846434243734&set=gm.10154078670148969&type=3&theater
*
o assoreamento...o bELO nasCER em s.MARtinho do porto...d' ALCOBAÇA que vos abRRaça
s.MARtinho do porto by Fernanda Matias
Foto de Fernanda Matias.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1560668700928174&set=gm.10154078115368969&type=3&theater
*
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1560866187575092&set=gm.10154078726663969&type=3&theater
*

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1560668700928174&set=gm.10154078115368969&type=3&theater
*

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1560666460928398&set=gm.10154078113778969&type=3&theater

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1560681470926897&set=gm.10154078136088969&type=3&theater

https://www.facebook.com/centrocenico.dacela/photos/a.921947514521049.1073741826.921947461187721/955899147792552/?type=3&theater
 ***
2014...face traz-me memórias deste dia:
1 bELO espectáculo em ALCOBAÇA que vos abRRaça...Bravíssima Companhia de Dança de Almada...aquel'abRRação para o vereador António Matos e força nos intercâmbios via ARTEmREDE
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/03/76218mar201477-artemrede-no-cta-joao.html
***
2012...face traz-me memórias deste dia:
PCP põe os pontos nos i's das políticas erradas de passos.portas contra as mulheres em particular!!!
*
mas o Otis é que estava nas matinés dançantes da minha juventude...
aqui o Percy Sledge
https://www.youtube.com/watch?v=jHS8LAqHyHs
*
subscrevo e faço 1 bravíssimo à Maria Elisa R:
Foto de Maria Elisa Ribeiro.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=409325379084037&set=a.104671869549391.10003.100000197344912&type=3&theater
AMIGAS:
Nossos são todos os dias da Vida. Que haja um dia especial dedicado às mulheres de todo o mundo, é lindo, mas não basta! Muito há ainda a fazer, para que as mulheres do Mundo sejam felizes e se sintam integradas, com plenos direitos humanos, nas sociedades de que fazem parte. Nó, no mundo ocidental, que vamos conseguindo singrar num mundo masculino, não podemos esquecer as nossa irmãs que, em sociedades repressivas, são torturadas, mortas e mal-tratadas, só porque são mulheres.
Façamos deste dia, um grito de revolta, em favor dessas nossas amigas, sem direitos e sem amor!

Feliz DIA da MULHER, amigas de todo o MUNDO!
***
2011...face traz-me memórias deste dia:
+1 grande Mulher, (Simone Beauvoir, relevada pela ESDICA
https://www.slideshare.net/bibliotecaesdica/simone-de-beauvoir-7179343
*
Rui (meu ex-aluno no séc. passado) rELEVOU florBELA espanca no DIM...fez mbem!!!
DIA INTERNACIONAL DA MULHER - AMIGAS, MÃES, FILHAS OU SIMPLESMENTE MULHERES, A TODAS DEDICO ESTE POEMA NA DATA FESTIVA QUE SE APROXIMA.

Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho, e desta sorte
...Sou a crucificada... a dolorida...


Sombra de névoa tênue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!...


Sou aquela que passa e ninguém vê...
Sou a que chamam triste sem o ser...
Sou a que chora sem saber por quê...


Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou!

Foto de Rui Jorge Ribeiro Grilo.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=209597839052987&set=a.170549229624515.41203.100000083174652&type=3&theater
*
saraMAGO: "Sinto que as mulheres são, em regra, melhores do que os homens. É como se o homem tivesse renunciado ao ponto de vista viril, marialva, e depois não soubesse muito bem como é que havia de ser. A mulher, ao mesmo tempo que já está a ser, está sempre para ser."
*
Sónia Tavares tb é 1 grande muLHEr...e a primavera "explode" na nossa língua (portuga) e no nosso âmago...
https://www.youtube.com/watch?v=s7MqFg_luzM
*
Os direitos das mulheres na constituição d' ABRIL
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2011/03/42988marco8h8-os-direitos-das-mulheres.html
*
Ester P lembra no DIMulher que há tanto para fazer...
https://www.youtube.com/watch?v=YC_QRCdknBQ
***
urge ter memória...D.I. Mulher vem da luta...AgHora há + para conquistar...A TRABALHO IGUAL, SALÁRIO IGUAL..."TODOS OS DIAS
Hoje é dia da Mulher. Ontem foi dia da Mulher. Amanhã
será dia da Mulher. Enquanto houver dias. Enquanto
houver Mulheres."
Joaquim Pessoa

http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/03/76025mar139-dimulher-e-as-posicoes-do.html
***
1914
GUARDADOR DE REBANHOS  de Alberto Caeiro: "Eu nunca guardei rebanhos,
Mas é como se os guardasse.
Minha alma é como um pastor,
Conhece o vento e o sol
E anda pela mão das Estações
A seguir e a olhar."

"Eu não tenho filosofia: tenho sentidos...
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
Mas porque a amo, e amo-a por isso,
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe por que ama, nem o que é amar ...
Amar é a eterna inocência,
E a única inocência não pensar... "

"Se eu pudesse trincar a terra toda
E sentir-lhe um paladar,
Seria mais feliz um momento.

Mas eu nem sempre quero ser feliz. 
É preciso ser de vez em quando infeliz
Para se poder ser natural
Nem tudo é dias de sol,
E a chuva, quando falta muito, pede-se.
Por isso tomo a infelicidade com a felicidade
Naturalmente, como quem não estranha
Que haja montanhas e planícies
E que haja rochedos e erva
O que é preciso é ser-se natural e calmo
Na felicidade ou na infelicidade,
Sentir como quem olha,
Pensar como quem anda,
E quando se vai morrer, lembrar-se de que o dia morre,
E que o poente é belo e é bela a noite que fica...
Assim é e assim seja."
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/03/76127mar201488-o-guardador-de.html
***
1946
Tonicha
 (cantou muita poesia de Joaquim Pessoa)
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/03/96978mar201577-tonicha-e-joaquim-pessoa.html
*
https://www.youtube.com/watch?v=Nkg-L5Yurvw
***
 e a poesia de Joaquim Pessoa:
2012
hj x AQUI + 1 pitadinha de Joaquim PesSOA

Joaquim Pessoa
POEMA X
De repente todas as tuas mortes brilham
e descobrem a erva e as manhãs como sóis
que não tinham aquecido nunca as tuas mãos e os meus beijos,
e eu levanto o cálice da tua ausência: ritual
em que o meu sangue exulta, os meus dentes cantam
e a minha vida se entrega.
Ó mulher de olhos amendoados e profundos,
teu corpo é ainda um rio violento
mas em ti a minha dor se enraíza e permanece florida
como uma enorme macieira que estendesse os braços
para não deixar partir a primavera.
in OS OLHOS DE ISA
*
2014
pitadinhas de Joaquim Pessoa para o DIMULHER
TODOS OS DIAS
Hoje é dia da Mulher. Ontem foi dia da Mulher. Amanhã
será dia da Mulher. Enquanto houver dias. Enquanto
houver Mulheres."
https://www.facebook.com/ATonalidadeDasPalavras/photos/a.490626794386738.1073741880.373770402739045/423263901123028/?type=3&theater
*
Foto de Maria Esperança Azevedo.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=817480254953806&set=gm.901390243236420&type=1&theater
MULHER
És tu. Mulher normal. Mulher inteira.
Olhos de amêndoa amarga. E peito doce.
Cisterna de água pura. Amendoeira.
Mulher de quem não sou. Mas antes fosse.
Tu és a flor do meu cantar de amigo.
Papoila no meu sangue amachucada.
De bruços a fazer amor comigo
na cama onde se deita a madrugada.
Mulher. Corça da noite. Erva do dia.
No peito duas rosas de alegria.
No ventre a rosa negra de cantar-te.
Mulher a quem desejo em plena rua.
A quem dispo. E ficas toda nua.
Que ali mesmo mulher eu quero amar-te.
in AMOR COMBATE
Moraes Editores, 1977
Foto de Rui Palha
**
Foto de Quem lê Sophia de Mello Breyner Andresen.
https://www.facebook.com/112890882080018/photos/a.114014221967684.7650.112890882080018/813370808698685/?type=1&theater
 in ANO COMUM, (2ªed, Edições Esgotadas, 2013)

Dia 280. (excerto)

Tu dizes que tenho um rosto cheio de palavras felizes, e eu oiço-te
com lágrimas novas porque necessito de ti e do sol. Já não tenho
aquele sorriso das crianças que brincam com a água, visto muitos
silêncios elegantes, e o coração demasiado fraco estremece, triun-
fante, carregando com dificuldade a minha espada branca, lancelote
das causas indefensáveis e das ideias inesperadas.
Hoje não, mas talvez amanhã, ou depois de amanhã, eu possa sair
para a rua e para o meio da multidão com a força que a tua beleza
me dá e, quem sabe, possa inspirar-me nas pessoas que decerto ve-
rei a dançar, e poderei enfim resistir porque sentirei que é possível
resistir seja ao que for, ao sonho, aos nomes, aos sins, aos cercos,
e a tudo o que na minha vida tive provavelmente cedo demais.
Mesmo entre cem mil pessoas, estarei apenas contigo.

*
Óleo s/ tela, por ©Arthur Braginsky (Rússia)
*(LT)
Dia 185. (excerto)
*
A minha idade é a idade com que eu amo, e eu tenho a idade do 
primeiro pensamento, sou o homem deslumbrado pelo fogo e sou
o próprio fogo.
Passei pelas lobas, pelos alces, pela história triste das sandálias
abandonadas a meio da longa caminhada, pai dos escribas e poe-
ta cego, alegria que grita tão alto dentro da gente.
Tudo quanto celebro está à beira da loucura, falta-lhe um átomo,
uma sílaba de luz, o desvairado sonho do pólen, o peso que tem
um quase nada.
in ANO COMUM, 2.ª ed.
Editora Edições Esgotadas.