24/04/2015

9.963.(24ab2015.19.22') Neste dia...25abril...vou rELEVAR: UM+40.avÔ, vivABRILiberdade, Zeca Afonso, 40.avÔ, Dia Internacional de Consciencialização sobre a Alienação Parental, Ella Fitzgerald, Manuel Freire, Mário Laginha e a poesia de Joaquim Pessoa

***
2017
UM+40.avÔ
vivABRILiberdade tem de ser conquistado
passo-a-passo
dia-a-dia
principalmente animando as pessoas 
desmoralizadas, desesperadas, destruídas, mortas
urge dar esperança e concreto feliz a tantos milhões!!!
***
2016
40.avÔ
vivABRILiberdade
Saibamos tds viver com inteligência, 
                                    produzir mais português, 
                                                          governar à nossa maneira, 
sem agiotas e todo o tipo d' exploradores.
                          Urge assumir a constituição d'Abril e tê-la mais viva no nosso quotidiano. 
aquel'abRRaço para tds 
e boas lutas 
pelas causas e valores
*
reparem no Sebastião na Av. da Liberdade...em lutaaaaa
 vivABRILiberdade...40 dias de vida do neto Sebastião e já se vê que gosta de manifs e do cravo vermelho...esteve no desfile na Av. da Liberdade com td a genica!!!

 Foto de Rogério Manuel Madeira Raimundo.
 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10208240892251429&set=pcb.10208240572483435&type=3&theater
Sebastião foi à sua 1.ª manif
e foi logo apanhado pelos comunistas...
 Foto de Rogério Manuel Madeira Raimundo.
http://www.pcp.pt/comemorar-abril-com-perspectiva-de-que-possivel-uma-vida-melhor
*
eu na caminhada da LIBERDADE
bem enquadrado pelo Rui Coelho e pelo Zé Lourenço
foto de Manuel Sampaio

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10205980503019640&set=gm.997024163709382&type=3&theater
***
2017..memórias deste dia:
https://www.youtube.com/watch?v=TjikMli2X0Y
***
 2016...memórias deste dia:
 fui o 777...+de 800...a caminhar...bela caminhada da liberdade...+td a gente feliz e bem disposta...mas...não havia música d' abril...a t-shirt dizia que Alcobaça dava lugar ao amor o que já é mt bom...mas...aposto que se houver semana das colectividades, bandas, ranchos, orquestras, teatros, grupos desportivos, universidades senior, academias......podemos chegar aos 7.777...certo?
 
 Foto de Jorge Areias.
2 fotos do Jorge Areias
 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10205044902676697&set=pcb.10205044905596770&type=3&theater
*
am de alcobaça

https://www.facebook.com/municipioalcobaca/photos/a.1019640241451870.1073741952.136327826449787/1019645888117972/?type=3&theater
*
Rita Rato na Assembleia da República
http://www.pcp.pt/aqui-estamos-com-nossos-sonhos-nossas-aspiracoes-nossa-luta-projectar-abril
*
aguarela da Carmen Jácome

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10205022771083361&set=ms.c.eJwzNDAyMDUwMjI3NzSwMDY2M9QzhIsYgUQszJBEjM1MjE2MTAEbKwqK.bps.a.10205022768723302.1073741835.1664920033&type=3&theater
*
Zé Aurélio expõe na Praça
https://www.facebook.com/notes/concelho-de-alcoba%C3%A7a/munic%C3%ADpio-de-alcoba%C3%A7a-celebra-25-de-abril-com-exposi%C3%A7%C3%A3o-de-jos%C3%A9-aur%C3%A9lio-e-caminh/1008836632532231

*
 a minha querida filha babaiiiiiiii é coloRRIda tds os dias...mas ontem foi a color.run em Coimbra...qu' esTUpendooooooooos soRRisos
 Foto de Rogério Manuel Madeira Raimundo.
 https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10208240774008473&set=pcb.10208240776408533&type=3&theater
*
 bravíssimoooooooooooo...bi-campeões nacionais de ACR7...Patrícia Traquina, Cândido Delgado, João Pedro e...são d' Alcobaça que vos abRRaça
 
 https://www.facebook.com/apdleiria/photos/a.541226019296815.1073741829.538090056277078/1003246053094807/?type=3&theater
***
2015..memórias deste dia:
fotos da Ana Nazário:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1065280653487006&set=a.1065280366820368.1073741965.100000152439363&type=3&theater
no Rancho Papoilas do Campo da Cela Velha

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1065282460153492&set=a.1065280366820368.1073741965.100000152439363&type=3&theater

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1065282526820152&set=a.1065280366820368.1073741965.100000152439363&type=3&theater
*
foi lançado este livro:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1065307606817644&set=a.1065280366820368.1073741965.100000152439363&type=3&theater

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1065311556817249&set=a.1065280366820368.1073741965.100000152439363&type=3&theater
*
11h
Rogério Coelho O PRESENTE (fotografia da natureza)
 inaugura exposição de fotografias na Maiorga
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2015/04/1606ab201536-rogerio-coelho-expoe.html
***
2014...memórias deste dia:
URGE avermelhar a nossa vida...Palma Rodrigues...d' ALCOBAÇA que vos abRRaça:
VIVER ABRIL
SENTIR ABRIL
Tirem-me tudo
A casa, o cão, o canudo
Mas não me tirem Abril!
Não matem a liberdade
De me expressar à vontade


Contra esta gente vil...
Tirem-me tudo!
Querem tirar, não me iludo,
A vontade de viver


A este Povo infeliz
Que sofre pelo País
Que conquistou em Abril...


Tirem-me tudo
Mas lá mudar eu não mudo
A minha alma é Abril!

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=621477574601262&set=a.102261386522886.4704.100002170750922&type=3&theater
*

subscrevo +1x a minha querida filhaaaaaa: urge cantar e ler:
cAMARadas José Gomes Ferreira (poema) Lopes Graça (compositor e maestro)
Acordai
acordai
homens que dormis
a embalar a dor
dos silêncios vis
vinde no clamor
das almas viris
arrancar a flor
que dorme na raiz

Acordai
acordai
raios e tufões
que dormis no ar
e nas multidões
vinde incendiar
de astros e canções
as pedras do mar
o mundo e os corações
Acordai
acendei
de almas e de sóis
este mar sem cais
nem luz de faróis
e acordai depois
das lutas finais
os nossos heróis
que dormem nos covais
Acordai!
 https://www.youtube.com/watch?v=dxf7dIUiP4w
*
 
 https://www.facebook.com/CGTPINTERSINDICAL/photos/a.632379733459933.1073741826.631640656867174/739233562774549/?type=3&theater
*
 +1x há que separar as águas...a unidade não se faz com mentirosos...a luta continua...VIVAbriLIBERDADE
 bom diaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...vivABRILiberdade!!! Urge ter memória...O presente constrói-se com saber a história...O que está mal no presente é fruto de quem errou e geriu mal o país...PS.PSD.CDS entregaram os bancos, as empresas nacionalizadas (da revolução d' abril) aos exploradores, depois de gerirem mal...O centrão d' interesses serve-se e serve os agiotas dos mil milhões de euros!!!
 
 https://www.facebook.com/JuntaaTuaaNossaVoz/photos/a.468909079851076.1073741827.468902759851708/621085504633432/?type=3&theater
***
2011...memórias deste dia:
 vivABRILiberdade. Saibamos tds, viver com inteligência, produzir mais português, governar à nossa maneira, sem agiotas e todo o tipo d'exploradores. Assumir a constituição d'Abril. Votar bem a 5 de Junho! aquel'abRraço para tds e boas lutas pelas causas e valores
*
Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo

Sophia de Mello Breyner Andresen
*
 Birinha L aVIVOu esta MELoDIA...urge NAVEgar...
https://www.youtube.com/watch?v=bwP9suZPmUs
*
 no dia 25 temos de ir reflectindo programas...reparem + no PCP.CDU...e votem bem a 5.6.2011...aquel'abRRaço para tds
 http://cdu.pt/legislativas2015/
*
Anabela Couto para Rogério Manuel Madeira Raimundo
este cravo é do teu jardim ?
*
Via Cláudia Cláudio:

"Era uma vez um país onde entre o mar e a guerra vivia o mais infeliz dos povos à beira-terra.
Onde entre vinhas sobredos vales socalcos searas serras atalhos veredas lezírias e praias claras um povo se debruçava como um vime de tristeza sobre um rio onde mirava a sua própria pobreza.
Era uma vez um país onde o pão era contado onde quem tinha a raiz tinha o fruto arrecadado onde quem tinha o dinheiro tinha o operário algemado onde suava o ceifeiro que dormia com o gado onde tossia o mineiro em Aljustrel ajustado onde morria primeiro quem nascia desgraçado.
Era uma vez um país de tal maneira explorado pelos consórcios fabris pelo mando acumulado pelas ideias nazis pelo dinheiro estragado pelo dobrar da cerviz pelo trabalho amarrado que até hoje já se diz que nos tempos do passado se chamava esse país Portugal suicidado.
Ali nas vinhas sobredos vales socalcos searas serras atalhos veredas lezírias e praias claras vivia um povo tão pobre que partia para a guerra para encher quem estava podre de comer a sua terra.
Um povo que era levado para Angola nos porões um povo que era tratado como a arma dos patrões um povo que era obrigado a matar por suas mãos sem saber que um bom soldado nunca fere os seus irmãos.
Ora passou-se porém que dentro de um povo escravo alguém que lhe queria bem um dia plantou um cravo.
Era a semente da esperança feita de força e vontade era ainda uma criança mas já era a liberdade (...)"
***
 vivABRILiberdade
Saibamos tds viver com inteligência,
produzir mais português,
governar à nossa maneira,
sem agiotas e todo o tipo d' exploradores.
Urge assumir a constituição d' Abril e tê-la mais viva no nosso quotidiano.
aquel' abRRaço para tds
e boas lutas
pelas causas e valores

 http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/04/790225abril2014111111-40-anos-de.html
*
vivABRILiberdade
https://www.youtube.com/watch?v=rpDpIvIXhIc&index=2&list=TLWwHRfimySM4
*
não podemos ignorar quem lutou pelo vivABRILiberdade...como este extraordináRIO pintor: ÁLVARO CUNHAL...
 
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=526319407416642&set=a.327804157268169.73821.100001157619592&type=1&theater
Desenho da prisão...d'ÁLVARO CUNHAL
*

vivABRILiberdade...SÉRGIO GODINHO...Viemos com o peso do passado e da semente 
Esperar tantos anos torna tudo mais urgente 
e a sede de uma espera só se estanca na torrente 
e a sede de uma espera só se estanca na torrente 
Vivemos tantos anos a falar pela calada 
Só se pode querer tudo quando não se teve nada
Só quer a vida cheia quem teve a vida parada
Só quer a vida cheia quem teve a vida parada
Só há liberdade a sério quando houver
A paz, o pão
habitação
saúde, educação
Só há liberdade a sério quando houver
Liberdade de mudar e decidir
quando pertencer ao povo o que o povo produzir
quando pertencer ao povo o que o povo produzir

https://www.youtube.com/watch?v=KpFEn24TyuA&list=RDKpFEn24TyuA
***
Dia Internacional de Consciencialização sobre a Alienação Parental
***
***
2'
1974
GRÂNDOLA VILA MORENA
https://www.youtube.com/watch?v=_KFZwGy1eJ4 ***
1975
Eleições para a Constituinte
***
1917
Ella Fitzgerald
https://www.youtube.com/watch?v=upFyMb4f7J4
*
nascimento daquela que se transformou numa das vozes mais amadas do jazz, uma das maiores estrelas da música e do século XX, a «Primeira Dama da Canção»
Hoje recuperamos alguns dos momentos marcantes das suas gravações históricas, através da sua visão por outros músicos e produtores. A arte da remistura pode ser uma heresia para os mais puristas, na sua liberdade de re-utilização e reciclagem de elementos registados num determinado arranjo musical clássico, para cumprir a maioria das vezes uma única função: a satisfação dos corpos e das mentes na pista de dança.
Se o mundo pula e avança com esta transformação da realidade desenvolvida a partir do estúdio por um novo protagonista da mudança, o produtor, provavelmente nunca o saberemos. Mas a esta dialéctica própria da arte da remistura, devemos sem dúvida alguns dos melhores, mais divertidos e surpreendentes momentos de novas sínteses musicais proporcionadas pela música de dança.
Celebremos então Ella Fitzgerald uma das maiores vozes de sempre, transformada em instrumento para novas aventuras electrónicas das novas gerações, impensáveis aquando do seu nascimento há 100 anos.
Da Austrália, o duo de produtores Tiki Two criou esta pérola editada em rodela de vinil de sete polegadas, onde Ella e Duke Ellington aparecem envolvidos por uma subtil batida hip hop que, a esta distância, parece fazer parte do original clássico de Juan Tizol, Caravan de 1952.
Quase tão clássica como a versão original, a remistura dos ingleses Rockers Hi-Fi para a versão que Ella gravou em 1968 de Sunshine Of Your Love dos Cream, conseguiu o impensável – trazer para as pistas de dança daquele ano de 2000 a voz de Ella Fitzgerald, o jazz, o dub e um clássico do rock do grupo de Eric Clapton. Um improvável casamento perfeito, apenas possível através da magia do estúdio.
Delicioso! É tudo o que podemos dizer desta remistura do produtor norte-americano Ticklah, de Brooklyn, para uma gravação original de 1946 de Ella Fitzgerald com Louis Jordan, onde o jazz e o calypso do original encontram o dub do produtor por detrás de projectos como Sharon Jones & Dap Kings, Easy Star All Stars ou Antibalas.
K-os, é um dos valores seguros da nova geração do hip hop e uma das grandes figuras do movimento na actualidade. Em 2015 editou este single de sabor clássico a anos 90, onde instrumentos e uma batida simples se juntam ao sample da voz de Ella Fitzgerald, enquanto o rapper de Toronto, no Canadá, discorre sobre a necessidade de nos mantermos verdadeiros, fiéis à nossa natureza e convicções, de amarmos e respeitarmos a música e aquilo que fazemos.
Transformar um clássico de Cole Porter, gravado na voz de Ella Fitzgerald e acompanhada por um grupo de jazz, numa peça de folk contemplativo e de laivos psicadélicos, pode parecer bastante absurdo. Mas nas mãos de Jason Swinscoe e da sua Cinematic Orchestra, esta transformação de I get a Kick Out Of You soa tão natural como um respirar.
Música que parece retirada de um sonho, com Ella Fitzgerald como protagonista e a voz da «Primeira Dama da Canção» a sussurar-nos debaixo das estrelas. Momentos só possíveis através da magia do estúdio e da arte destes mestres da electrónica apaixonada pelo jazz e a música para filmes.
http://www.abrilabril.pt/loucos-por-ella
***
1942
Manuel Freire
http://uniralcobaca.blogspot.pt/2014/05/811724maio2014131313-ontem-houve.html
Pedra Filosofal
https://www.youtube.com/watch?v=5P9NRVTj52Y&list=RD5P9NRVTj52Y#t=2
***
1960
Mário Laginha
https://www.youtube.com/watch?v=SiSVynjDppk
***
e a poesia de Joaquim Pessoa

1 bELO poema para animar quem luta...
Joaquim Pessoa
Meu amor que eu não sei. Amor que eu canto. Amor que
                                                                                         eu digo.
Teus braços são a flor do aloendro.
Meu amor por quem parto. Por quem fico. Por quem vivo.
Teus olhos são da cor do sofrimento.

Amor-país.
Quero cantar-te. Como quem diz:

O nosso amor é sangue. É seiva. É sol. É primavera.
Amor intenso. Amor imenso. Amor instante.
O nosso amor é uma arma. É uma espera.
O nosso amor é um cavalo alucinante.

O nosso amor é pássaro voando. Mas à toa.
Rasgando o céu azul-coragem de Lisboa.
Amor partindo. Amor sorrindo. Amor doendo.
O nosso amor é como a flor do aloendro.

Deixa-me soltar estas palavras amarradas
para escrever com sangue o nome que inventei.
Romper. Ganhar a voz de uma assentada.
Dizer de ti as coisas que eu não sei.
Amor. Amor. Amor. Amor de tudo ou nada.
Amor-verdade. Amor-cidade.
Amor-combate. Amor-abril.
Este amor de liberdade.

in AMOR COMBATE, Moraes, 1977
125 Poemas; OBRA POÉTICA 01, Litexa 2001
*
2014
 Joaquim Pessoa e vivabriLIBERDADE
Amor. Amor. Amor. Amor de tudo ou nada.
Amor-verdade. Amor-cidade.
Amor-combate. Amor-abril.
Este amor de liberdade
 
*


https://www.facebook.com/photo.php?fbid=656487564494644&set=gm.927915367250574&type=1&theater
ÚLTIMO SONETO
De tanta mágoa já se cansa o vento.
Em tanta teia já se enreda a fala.
O meu Abril é um país cinzento.
O cravo não é cravo. É uma bala.

 
Na minha rua a lua é dos soldados
e brilha como o aço dos punhais.
No meu abril que foi dos namorados
o vento sopra. E dói ainda mais.

 
Tão grande... meu amor... é a cidade
como é pequeno quem se morre nela
coberto com o linho da saudade.

 
Aqui abri de vez esta janela:
que me importa morrer pela verdade
se nunca morre quem morrer por ela.
in "Amor Combate", ed. Litexa, 1977

*
Poema de agradecimento à Corja
Obrigado, excelências. 
Obrigado por nos destruírem o sonho e a oportunidade
de vivermos felizes e em paz.
Obrigado
pelo exemplo que se esforçam em nos dar
de como é possível viver sem vergonha, sem respeito e sem
dignidade.
Obrigado por nos roubarem. Por não nos perguntarem nada.
Por não nos darem explicações.
Obrigado por se orgulharem de nos tirar
as coisas por que lutámos e às quais temos direito.
Obrigado por nos tirarem até o sono. E a tranquilidade. E a alegria.
Obrigado pelo cinzentismo, pela depressão, pelo desespero.
Obrigado pela vossa mediocridade.
E obrigado por aquilo que podem e não querem fazer.
Obrigado por tudo o que não sabem e fingem saber.
Obrigado por transformarem o nosso coração numa sala de espera.
Obrigado por fazerem de cada um dos nossos dias
um dia menos interessante que o anterior.
Obrigado por nos exigirem mais do que podemos dar.
Obrigado por nos darem em troca quase nada.
Obrigado por não disfarçarem a cobiça, a corrupção, a indignidade.
Pelo chocante imerecimento da vossa comodidade
e da vossa felicidade adquirida a qualquer preço.
E pelo vosso vergonhoso descaramento.
Obrigado por nos ensinarem tudo o que nunca deveremos querer,
o que nunca deveremos fazer, o que nunca deveremos aceitar.
Obrigado por serem o que são.
Obrigado por serem como são.
Para que não sejamos também assim.
E para que possamos reconhecer facilmente
quem temos de rejeitar.
*
SEI DE TI MUITO MAIS DO QUE DE MIM
(excerto)
*
A minha juventude morreu antes de ti, mas só depois de ti a minha
vida é realmente jovem. No meu corpo o teu sangue se agita, no teu
espírito floresce o meu, nas nossas bocas se prolonga a primavera.
*
in
O POETA ENAMORADO (Os Poemas de Amor)
Prefácio de Guilherme Antunes. A publicar em breve por
Editora Edições Esgotadas.